CURRÍCULO E A ORGANIZAÇÃO DO ENSINO


Quando abordamos as questões de diversidade e currículo, devemos partir do entendimento de que a diversidade é aspecto tanto biológico, quanto cultural e não podem ser entendidos de forma separada, fragmentada, desvinculada das relações de poder socialmente estabelecidas em diferentes contextos, sociedades, culturas e tempos históricos. No contexto escolar, o entendimento sobre essas questões é importante para:


 

I – incorporarmos nos currículos, nos planos de ensino, nos projetos pedagógicos, nos livros didáticos saberes populares produzidos pelos diversos grupos humanos: indígenas, quilombolas, trabalhadores do campo, entre outros.

 

II – enquanto educadores, compreendermos as causas políticas, econômicas e sociais desses fenômenos adotando uma postura política e coerente frente ao tema da biodiversidade.

 

III – elaborarmos uma proposta curricular escrita que inclua a diversidade como tema do currículo, afinal é o currículo formal o elemento mais importante da escola, pois ele é a garantia da formação das novas gerações.

 

IV – privilegiar o saber científico e dominante nos currículos escolares.

As afirmativas CORRETAS estão contidas em:




I apenas
II apenas
III apenas
I e II apenas
III e IV apenas

De acordo com Lima (2012, p. 23), “os conteúdos escolares, organizados por meio do currículo, refletem diretamente as especificidades do cenário brasileiro.

 

PORTANTO

 

É preciso “historicizar” o currículo ao longo de sua construção temporal, de modo a possibilitar a compreensão das diferentes dimensões que o compõem.

 

A respeito destas asserções, assinale a alternativa correta:



A primeira asserção é uma proposição verdadeira, e a segunda, uma proposição falsa.
A primeira asserção é uma proposição falsa, e a segunda, uma proposição verdadeira.
Tanto a primeira como a segunda asserções, são proposições falsas.        
As duas asserções são proposições verdadeiras mas a segunda não é uma justificativa da primeira.
As duas asserções são proposições verdadeiras e a segunda é uma justificativa correta da primeira.

Observe a seguinte definição em relação às teorias do currículo: não negam a existência e importância dos aspectos técnicos no desenvolvimento do currículo, mas enfatizam que esses ganham significado e sentido na relação com o que ensinar e com o que eles e elas, alunos e alunas, devem se tornar. Questionam o papel do conhecimento no processo de formação das novas gerações.

Estamos nos referindo à:




Teorias da aprendizagem
Teorias tradicionais do currículo
Teorias da avaliação
Teorias da organização
Teorias críticas e pós-crítica do currículo

Na década de 90, do século XX, as instituições educacionais passaram por reformas curriculares e a proposta de organização do ensino em ciclos de formação é uma delas. Essa forma de organização trouxe mudanças significativas para a estruturação curricular e a avaliação, com a implantação da progressão continuada. Passados vários anos e com base nos estudos realizados, podemos afirmar que:

 


Equipes diretoras devem aceitar a proposta e desenvolvê-la com o apoio do coordenador pedagógico.
A implantação de políticas de organização do ensino sempre deve ser realizada pelos níveis centrais – governo.
O sucesso de implantação está garantido pelos projetos oficiais que prescrevam com clareza as ações a serem executadas.
As ações pedagógicas e administrativas devem ser modificadas de forma coletiva e participativa.
Os programas de formação continuada devem ocorrer após o processo de implementação.

Apesar dessas novas propostas atenderem às necessidades de renovação e estarem previstas na legislação. Não estão presentes em nossas escolas, ou quando estão não realizam o seu verdadeiro papel, não oportunizando as mudanças necessárias, muitas vezes gerando novas formas de fracasso e exclusão.

 

Assinale dentre as alternativas abaixo, o real motivo para que isso ocorra.

 


O ensino de nossas escolas não possui objetivos nem intencionalidade.
Para que essas propostas possam obter sucesso, é necessário uma verba muito alta e os governos não têm condições para o repasse dessa verba.
São padronizadas para uma rede inteira. Não passam por uma discussão, experimentação, debate e críticas. Estabelecem-se em condições adversas, limitando o entendimento sobre as concepções da proposta.
O espaço físico das escolas precisa ser todo remodelado, as novas propostas não podem ser implantadas em qualquer espaço.
Para atingir os objetivos propostos por essas novas concepções de organização de tempo e espaço, seria necessário que os pais, responsáveis, comunidade escolar, não participassem da vida da escola, ficando tudo sob os cuidados dos professores e gestores que são os que dominam essas novas propostas.

Na atualidade a busca por uma escola democrática, que atenda a todos, tem levado diversos segmentos sociais a discutir e propor novos paradigmas para a educação, com o intuito de construir uma escola pautada na lógica da diversidade, no respeito às diferenças e em oposição aos princípios classificatórios, homogêneos e excludentes da escola graduada.

PORQUE

Os desafios a serem enfrentados, por nós educadores, se queremos uma educação realmente democrática e inclusiva nos leva a pensar, discutir e planejar sobre o que ensinar, como ensinar, para quem ensinar, quando ensinar, em que tempo e espaço ensinar.

 

A respeito destas asserções, assinale a alternativa correta:


As duas asserções são proposições verdadeiras e a segunda é uma justificativa correta da primeira.
A primeira asserção é uma proposição falsa, e a segunda, uma proposição verdadeira.
A primeira asserção é uma proposição verdadeira, e a segunda, uma proposição falsa.
Tanto a primeira como a segunda asserções, são proposições falsas.
As duas asserções são proposições verdadeiras mas a segunda não é uma justificativa da primeira.

Concebidos como símbolo mais acabado da escola moderna, racional e adequada para colocar o Brasil nas trilhas do progresso e da civilização, configuravam-se como um novo modelo escolar “que viabiliza profundas mudanças nas práticas educativas incidindo na reorganização administrativa e pedagógica do ensino” (ISOBE, 2004, p. 21).

Estamos nos referindo a:

 


grupos escolares;
ensino religioso;
forma escolar;
ensino concêntrico;
ensino simultâneo;

Para Escolano (1998, p. 26) a arquitetura escolar é “por si mesma um programa, uma espécie de discurso que institui na sua materialidade um sistema de valores, como os de ordem, disciplina e vigilância”.

 

PORTANTO


A arquitetura dos grupos escolares é ao mesmo tempo potencializador da realização de certas atividades, e limitador de outras, interferindo no tipo de relações que são estabelecidas entre aluno-professor, professor-professor, professor-diretor, aluno-aluno e, por consequência, no tipo de formação das novas gerações.

A respeito destas asserções, assinale a alternativa correta:

 

 

 


A primeira asserção é uma proposição falsa, e a segunda, uma proposição verdadeira.
As duas asserções são proposições verdadeiras e a segunda é uma justificativa correta da primeira.
As duas asserções são proposições verdadeiras mas a segunda não é uma justificativa da primeira.
A primeira asserção é uma proposição verdadeira, e a segunda, uma proposição falsa.
Tanto a primeira como a segunda asserções, são proposições falsas.        

Na escola, como em outras instituições sociais, ocorrem diversas práticas de organização do tempo e do espaço como forma de ordenamento das relações estabelecidas entre os diferentes atores e suas práticas. Nela, aprendemos que há um lugar para cada coisa e cada coisa tem seu lugar e que tudo tem a sua hora certa (LOURO, 1996).

 

SENDO ASSIM

 

Ao estabelecer normas e ritmos que estruturam diversas temporalidades e ambientes, a escola contribui para a construção de determinadas subjetividades no aluno: “seus gestos, seus passos, suas palavras e seus ouvidos foram treinados e afinados por e para um tipo de ritual distinto, diverso dos outros, de outras instâncias e domínios” (LOURO,1996, p. 67).

 

A respeito destas asserções, assinale a alternativa correta:

 


A primeira asserção é uma proposição falsa, e a segunda, uma proposição verdadeira.
A primeira asserção é uma proposição verdadeira, e a segunda, uma proposição falsa.
As duas asserções são proposições verdadeiras mas a segunda não é uma justificativa da primeira.
As duas asserções são proposições verdadeiras e a segunda é uma justificativa correta da primeira.
Tanto a primeira como a segunda asserções, são proposições falsas.

Durante nossos estudos, pudemos perceber que em nossa vida o tempo regula nossas atividades mais corriqueiras. Vimos também que possuímos dois tipos de tempo, o biológico ou natural e social, criado pelo homem e que obedece ao tempo do relógio. Nas alternativas abaixo assinale aquela (s) que corresponde (m) ao tempo natural:

 

I – O tempo de ir às compras.

 

II – O tempo de visitar um amigo.

 

III – O tempo das chuvas.

 

IV – O tempo para plantar e colher.

 

As afirmativas CORRETAS estão contidas em:


Apenas III e IV são corretas.
Apenas II e III são corretas.
Apenas I e II são corretas.
Apenas I, II e III são corretas.
Apenas II, III e IV são corretas.
Páginas: 123