GESTÃO E SANEAMENTO AMBIENTAL


Leia o trecho da reportagem a seguir:

Vidro descartado em Fernando de Noronha é transformado em pó

Em Fernando de Noronha, um dos principais destinos turísticos de Pernambuco, todo vidro descartado é transformado em pó. Triturado, o produto substitui a areia e pode ser misturado ao cimento e à água durante processos de construções na Ilha. Desde 2014, o pó de vidro é entregue gratuitamente aos moradores autorizados pela administração da Ilha a tocarem obras em Noronha. A novidade é que uma máquina nova doada por uma empresa privada vai permitir uma maior qualidade na quebra desse vidro e o empacotamento automático do produto em sacos de 25 quilos, posteriormente doados. A transformação do vidro em pó preserva o meio ambiente, mas também ajuda moradores cuja renda não permite a aquisição do metro cúbico da areia, que chega a custar R$ 2,4 mil. A máquina substitui outra, em funcionamento há cinco anos na Unidade de Tratamento de Resíduos Sólidos (UTRS) da iIlha. “A antiga tem capacidade de produzir três toneladas por dia. A nova tem capacidade para moer mais, porém a produção será a mesma. A diferença é a melhoria no processo. Uma coisa é produzir e colocar em big bags e outra é produzir e pôr em saquinhos, prontos para serem entregues aos moradores”, comparou Edgar Amaro Júnior, gerente de contrato da Universo, empresa de engenharia que presta serviço para a administração da Ilha. A Unidade de Tratamento de Noronha recebe dez toneladas de resíduos (descartável e não descartável) por dia. Edgar Júnior não sabe calcular quanto de vidro é separado desse total, mas diz produzir a média de uma tonelada de pó de vidro diariamente [...].

Disponível em: https://www.diariodepernambuco.com.br/noticia/vidaurbana/2019/11/vidro-descartado-em-fernando-de-noronha-e-transformado-em-po.html

Considerando o contexto apresentado, sobre reciclagem, analise as assertivas e a relação proposta entre elas.

I – A reciclagem de resíduos constitui o reaproveitamento de materiais, permitindo novamente sua utilização.

PORQUE

II – Possibilita que materiais considerados resíduos passem a ser matérias-primas secundárias para outros indivíduos.

A respeito dessas asserções, assinale a alternativa correta.

 


As asserções I e II são proposições verdadeiras, e a II é uma justificativa da I.


As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não é uma justificativa da I.


As asserções I e II são proposições falsas.


A asserção I é uma proposição verdadeira, e a II é uma proposição falsa.


A asserção I é uma proposição falsa, e a II é uma proposição verdadeira.

Leia o trecho da reportagem a seguir:

 

MP vai apurar responsabilidade por descarte irregular perto de córrego em Ribeirão Preto, SP

 

O Ministério Público deverá apurar a responsabilidade pelo descarte de entulhos em uma área de mata ciliar, que deveria ser protegida no bairro Vila Virgínia, zona Sul de Ribeirão Preto (SP), segundo a Prefeitura. Restos de materiais de construção e lixo jogados irregularmente às margens do córrego Ribeirão Preto ameaçam a preservação. A Administração informou que a área é particular e que ações de fiscalização são realizadas em diferentes horários com o objetivo de identificar os autores do crime ambiental. “O proprietário já entrou com uma reintegração de posse e a partir dela vai ter obrigações legais, que é a recuperação do local. Como a ação é de uma forma desregrada, a recuperação é mais lenta, depende de uma série de fatores a serem analisados por técnicos”, explica o assistente da Secretaria de Meio Ambiente, Alexandre Betarello. O espaço é uma Área de Preservação Permanente (APP), de acordo com o engenheiro civil Anderson Manzoli, mas a massa verde está sendo desmatada para dar lugar a casas improvisadas. O terreno, antes com inclinação, está plano e o acúmulo de materiais afeta diretamente o curso do córrego [...] (G1 GLOBO, 2019).

 

G1 GLOBO. MP vai apurar responsabilidade por descarte irregular perto de córrego em Ribeirão Preto, SP. 2019. Disponível em: < https://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto-franca/noticia/2019/07/03/mp-vai-apurar-responsabilidade-por-descarte-irregular-perto-de-corrego-em-ribeirao-preto-sp.ghtml>. Acesso em: 8 jul. 2019.

 

Tomando como referência as causas e consequências da poluição das águas, avalie as afirmativas a seguir.

 

I - A retirada da mata ciliar, associada ao despejo inadequado de resíduos sólidos às margens do córrego Ribeirão Preto, têm provocado o assoreamento deste curso d’água.

II - A partir da reportagem, infere-se que o principal processo de poluição observado no córrego Ribeiro Preto é a eutrofização, devido ao despejo de resíduos sólidos.

III - A eutrofização e a acidificação são processos de poluição decorrentes do acúmulo de matéria orgânica em um curso d’água, observados no córrego Ribeirão Preto.

IV - O assoreamento, processo de poluição observado no córrego Ribeirão Preto, tem como consequência principal a redução do volume de água.

 

É correto o que se afirma em:


III, IV e V apenas.


I e IV apenas.


I, II, III e IV.


II, III e IV, apenas.


I, II e IV, apenas.

Leia o trecho da reportagem a seguir:

 

Pesquisadores lançam plataforma online que prevê possibilidade de desastre natural e acidente no litoral do Paraná e Santa Catarina

A plataforma online Observatório Brasileiro do Mar (BSO), que prevê a possibilidade de desastres naturais e acidentes em todo o litoral do Brasil, principalmente nas regiões do Paraná e de Santa Catarina, foi lançada nesta terça-feira (5), em Curitiba. A ferramenta foi desenvolvida graças à parceria entre uma empresa de engenharia, o Centro de Estudos do Mar (CEM) da UFPR e a Universidade de Lisboa. O principal objetivo do projeto é contribuir para os gerenciamentos costeiro de segurança marítima, recursos marinhos, além da previsão oceânica e de tempo, atividades de turismo, pesca, aquacultura, e pesquisa científica.

Disponível em: https://g1.globo.com/pr/parana/noticia/2019/11/05/pesquisadores-lancam-plataforma-online-que-preve-possibilidade-de-desastre-natural-e-acidente-no-litoral-do-parana-e-santa-catarina.ghtml. Acesso em: 3 dez. 2019.

Considerando o contexto apresentado, avalie as assertivas a seguir e a relação proposta entre elas.

I – A complexidade ambiental é o resultado do tempo evolutivo, sendo que os fenômenos naturais, desenvolvem-se no espaço da biosfera e da litosfera.

PORQUE

II – Os fenômenos naturais não provocam alterações que modificam sensivelmente as condições sociais e ambientais do planeta.

 

A respeito dessas asserções, assinale a alternativa correta.

 


As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não é uma justificativa da I.


As asserções I e II são proposições verdadeiras, e a II é uma justificativa da I.


As asserções I e II são proposições falsas.


A asserção I é uma proposição verdadeira, e a II é uma proposição falsa.


A asserção I é uma proposição falsa, e a II é uma proposição verdadeira.

Leia o trecho da reportagem a seguir:

Vigilância ambiental identifica aumento de cloro na rede de abastecimento de água

Setenta e oito localidades de Salvador e mais oito municípios da Região Metropolitana e do Recôncavo Baiano estão em racionamento por conta de alterações na qualidade da água distribuída pela Empresa Baiana de Água e Saneamento (Embasa). Os relatos de moradores que sentiram coceira no corpo e ardência nos olhos ao entrar em contato com a água das torneiras foram publicados com exclusividade pelo CORREIO. Desde o final de semana, o problema afetava moradores de sete bairros de Salvador, como Subúrbio Ferroviário, Cajazeiras e Itapuã, além de dois bairros de Lauro de Freitas. Mas, ontem, a Embasa informou que precisou reduzir a oferta de água “para corrigir a alteração temporária das características da água”. Segundo a empresa, a medida teve que ser tomada “devido às fortes chuvas que caíram nos mananciais do sistema de abastecimento e que mudaram a composição da água”. O racionamento vai durar até que a água volte à normalidade. Até lá, moradores devem fazer uso racional.

 

(Disponível em: https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/vigilancia-ambiental-identifica-aumento-de-cloro-na-rede-de-abastecimento-de-agua/. Acesso em: 22 maio 2019.)

 

Considerando o contexto apresentado, avalie as afirmativas a seguir:

 

I – No tratamento de água para abastecimento, o cloro é adicionado na etapa de filtração rápida.

II – A cloração pode ser realizada nas diversas fases do tratamento, para garantir a desinfecção.

III – Após a desinfecção, a água deve conter um teor mínimo de cloro residual livre igual a 0,5 mg/L.

IV – A forma mais utilizada para desinfecção é a aplicação de compostos de flúor, seguido de compostos de prata.

 

Após a análise das afirmativas é correto o que se afirma em:


Apenas as afirmativas III e IV estão corretas.


Apenas as afirmativas I, II e IV estão corretas.


Todas as afirmativas estão corretas.


Apenas as afirmativas I e IV estão corretas.


Apenas as afirmativas II e III estão corretas.

Leia o trecho da reportagem a seguir:

 

Loteamentos rurais clandestinos provocam 10 denúncias de fraude

 

Comprar gato por lebre. O dito popular resume as consequências de adquirir um lote rural oriundo do parcelamento clandestino de uma gleba. Embora o valor seja bem menor do que o da área urbana, a regularização fundiária exige uma série de providências e gastos. A Prefeitura de Bauru propôs dez ações civis públicas contra proprietários e compradores deste tipo de terreno. [...] a urbanização da área rural traz impactos negativos ao meio ambiente, que não apresenta estrutura para absorver adensamento populacional. Por isso, a Lei de Parcelamento de Solo determina que as glebas sejam divididas em áreas com tamanho mínimo. Na região de Bauru, um único módulo rural precisa atingir, pelo menos, 20 mil metros quadrados ou cerca de dois campos de futebol para ser regular. Na prática, parte dos réus das ações propostas pelo poder público municipal parcelou glebas de 20 mil metros quadrados em terrenos menores e os comercializou [...].

 

Disponível em: . Acesso em: 10 out. 2019.

 

Considerando o contexto apresentado, avalie as assertivas e a relação proposta entre elas:

 

I – O adensamento populacional em área rural, de forma clandestina, traz impactos ambientais decorrentes, por exemplo, da ausência de esgotamento sanitário.

 

PORQUE

 

II – Não há controle da urbanização e nem garantia de oferta de infraestrutura básica de saneamento, visto que não se considera a lei de parcelamento de solo.

 

A respeito dessas asserções, assinale a alternativa correta.

                                                                                                                


A asserção I é uma proposição verdadeira e a II, falsa.


As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não justifica a I.


A asserção I é uma proposição falsa e a II, verdadeira.


As asserções I e II são proposições verdadeiras e a II justifica a I.


As asserções I e II são proposições falsas.

Leia o trecho da reportagem a seguir:

 

Metade dos municípios não tem política de saneamento básico

 

Mais da metade dos municípios brasileiros não contam com uma política municipal de saneamento básico, segundo a pesquisa Perfil dos Municípios Brasileiros - Aspectos Gerais da Política de Saneamento Básico. São mais de 3 mil municípios sem nenhum tipo de planejamento para tratamento de água e esgoto, limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos, drenagem e manejo das águas pluviais urbanas. Verminoses, diarreias e dengue foram as doenças mais reportadas pelas cidades - problemas relacionados às condições de saneamento. O levantamento revelou ainda que, 58% das cidades (3.257) não têm nenhum plano de tratamento de água, esgoto e resíduos. E os números revelam a profunda desigualdade do país. Enquanto 72,9% dos municípios do sul têm uma política de tratamento de água e esgoto, apenas 15,7% das cidades do Nordeste contam com algum tipo de plano de saneamento [...].

 

Disponível em: https://www.terra.com.br/economia/mais-da-metade-dos-municipios-nao-contam-com-politica-de-saneamento-basico,01bb4360d59beed5aa7163356653e266ot527qp1.html. Acesso em: 25 fev. 2019.

 

Considerando o contexto apresentado, avalie as assertivas e a relação proposta entre elas.

 

I – As ações de saneamento estão inter-relacionadas, de forma que a implantação parcial de algumas atividades poderá comprometer a eficiência de outras.

 

PORQUE

 

II – O abastecimento de água potável, poderá ter um saldo negativo, na ausência da implantação conjunta e concomitante do esgotamento sanitário.

 

A respeito dessas asserções, assinale a alternativa correta.

 


A asserção I é uma proposição verdadeira, e a II é uma proposição falsa.


As asserções I e II são proposições verdadeiras, e a II é uma justificativa da I.


As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não é uma justificativa da I.


A asserção I é uma proposição falsa, e a II é uma proposição verdadeira.


As asserções I e II são proposições falsas.

O Relatório de Gestão dos Problemas da Poluição no Brasil aponta uma lista de aspectos da poluição que causam danos reais, em termos de saúde humana, qualidade de vida e perdas ecológicas (BANCO MUNDIAL, 2010).

Considerando o contexto apresentado, avalie as assertivas a seguir:

I – As atividades que compõem o saneamento do meio são apenas o abastecimento de água e a coleta de águas residuárias.

II – As ações de saneamento do meio necessitam de enfoque diferenciado conforme o local de desenvolvimento do projeto.

III – O sistema de limpeza urbana deverá considerar, também, os resíduos sólidos gerados nos processos de tratamento de água e de esgoto.

IV – Compreendem as ações de saúde pública, a medicina preventiva e social e as atividades de saneamento do meio.

Após a avaliação das assertivas é correto o que se afirma em:


Apenas as assertivas II e IV estão corretas.


Apenas as assertivas II e III estão corretas.


Apenas as assertivas II, III e IV estão corretas.


Apenas as assertivas I e III estão corretas.


Apenas as assertivas I, III e IV estão corretas.

Leia o trecho da reportagem a seguir:

Recursos para o saneamento

A decisão do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) de aumentar o limite para o financiamento de projetos na área de saneamento básico contribui para amenizar uma das principais dificuldades que vêm retardando o cumprimento das metas do Plano Nacional de Saneamento Básico (Plansab) [...] O BNDES elevará de 80% para 95% do valor do projeto o limite de financiamento para saneamento básico. Desse modo, estende para todos os projetos de saneamento a medida que havia aplicado, em junho passado, aos projetos incluídos no programa Avançar Cidades – Saneamento, criado pelo Ministério das Cidades para financiar projetos na área [...].

(Disponível em: https://opiniao.estadao.com.br/noticias/geral,recursos-para-o-saneamento,70002546254. Acesso em: 16 out. 2018)

Dentre as atividades de saneamento básico está o manejo dos resíduos sólidos urbanos, desde a coleta até a disposição em aterros sanitários. Sobre este assunto, assinale a alternativa correta.


A limpeza urbana é de competência do Estado, visto que os municípios não possuem recursos para tal atividade.


A implantação da coleta seletiva é um grande desafio dos municípios devido à falta de recursos.


A limpeza urbana refere-se apenas aos serviços de varrição, capina e poda de árvores.


A coleta seletiva é importante apenas do ponto de vista ambiental, pois segrega os resíduos na fonte geradora.


A coleta seletiva não contribui com os serviços de limpeza urbana, pois apresenta um custo elevado, o que a torna inviável.

No início do século XXI ainda prevalecem no país grandes deficiências no atendimento por serviços de saneamento, especialmente no que diz respeito à coleta e tratamento de esgotos sanitários e à disposição de resíduos sólidos. Os índices de atendimento são mais precários em áreas periurbanas e rurais, onde residem as populações mais pobres (MURTHA et al., 2015, p. 193).

MURTHA, Ney Albert; CASTRO, José Esteban; HELLER, Léo. Uma perspectiva histórica das primeiras políticas públicas de saneamento e de recursos hídricos no Brasil. Ambiente & Sociedade. São Paulo v. XVIII, n. 3 n p. 193-210 n jul.-set. 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/asoc/v18n3/1809-4422-asoc-18-03-00193.pdf. Acesso em: 25 fev. 2019.

Considerando o contexto histórico do saneamento, avalie as assertivas e a relação proposta entre elas.

I - A intervenção sanitária dominante na Europa e nos Estados Unidos a partir de meados do século XIX privilegiava a centralização dos sistemas de suprimento de água às residências por meio de tubulações.

PORQUE

II - Os modelos explicativos sobre o processo saúde-doença a chamada “teoria dos miasmas”, considerava que as doenças se originavam das impurezas produzidas pela decomposição de substâncias orgânicas presentes na água.

 

A respeito dessas asserções, assinale a alternativa correta.


A asserção I é uma proposição verdadeira, e a II é uma proposição falsa.


As asserções I e II são proposições verdadeiras, e a II é uma justificativa da I.


A asserção I é uma proposição falsa, e a II é uma proposição verdadeira.


As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não é uma justificativa da I.


As asserções I e II são proposições falsas.

Leia o trecho da reportagem a seguir:

Crise no saneamento básico no Rio de Janeiro

Inicialmente, cumpre definir o que é o saneamento básico sem maiores delongas tecnicistas: fornecimento de água tratada e coleta e o consequente tratamento de esgoto. Feito isso, cabe avançar aos motivos da crise que vive o saneamento em algumas regiões do Estado do Rio de Janeiro. O Rio de Janeiro tem na Companhia Estadual de Águas e Esgotos, doravante CEDAE, sua principal Empresa no ramo de saneamento básico, sendo certo que alguns municípios, como forma de aperfeiçoar o saneamento básico concederam o fornecimento de água e coleta de esgoto à iniciativa privada. O serviço prestado pela CEDAE não é ruim, a questão é que a empresa ficou por muitos a mercê da “velha política” que reinou no Estado do Rio de Janeiro nos últimos 20 anos, prova disso é que na Operação Furna da Onça, a Polícia Federal através de escutas telefônicas comprovou que alguns parlamentares se utilizavam de carros-pipa da CEDAE para se beneficiarem em épocas de eleição. [...] A CEDAE, segundo estudo coordenado pela FIRJAN em 2017, tem sua área com 80% de distribuição de água tratada, porém, somente 24% de seu esgoto é colhido e tratado. Algo preocupante e bem alarmante, pois, ainda que a empresa seja rentável, o estudo em questão apontou que é necessário um investimento na casa dos 15 bilhões de reais para que a CEDAE alcance os índices de Niterói [...]

Disponível em: https://conexaopolitica.com.br/artigo/crise-no-saneamento-basico-no-rio-de-janeiro/. Acesso em: 25 fev. 2019.

Considerando a importância do saneamento básico, avalie as assertivas a seguir:

I – As modificações ambientais, como a disposição inadequada de resíduos sólidos e o lançamento de efluentes sem tratamento adequado, cria ambientes propícios à existência de vetores de interesse para a saúde pública.

II – A parcela da população excluída acaba por ocupar margens de córregos urbanos, construir em morros de alta declividade e sujeitos à erosão, que acarretam em problemas de saúde pública.

III – O saneamento básico e do meio constituem ações de saúde pública, bem como a medicina preventiva e social, uma vez que se encarrega de prevenir as doenças e investigar as suas causas.

IV – O enfrentamento dos problemas relacionados ao saneamento no Brasil, inclui o estabelecimento de políticas integradas que busquem maior eficiência dos sistemas de gestão, de competência apenas do governo federal.

 

Após a análise das afirmativas é correto o que se afirma em:


Apenas as afirmativas I, II e III estão corretas.


Apenas as afirmativas I e IV estão corretas.


Apenas as afirmativas III e IV estão corretas.


Todas as afirmativas estão corretas.


Apenas as afirmativas II e III estão corretas.

Páginas: 1234