ORGANIZAÇÃO DOS TEXTOS ORAIS E ESCRITOS


Analise o trecho a seguir:

 

“A universidade é um espaço de reflexão. A reflexão é fundamental ao desenvolvimento cognitivo do ser humano. O ser humano deve evoluir sempre.”

 

A estrutura textual da progressão temática do trecho apresentado constitui-se como:

 


Progressão temática com tema variado (quando, de um hipertema, se derivam temas parciais).
Progressão com salto temático (quando há omissão de um segmento intermediário da cadeia de progressão temática, deduzível facilmente do contexto).
Progressão temática com um tema constante (quando a um mesmo tema são acrescentadas, em cada enunciado, novas informações remáticas.
Progressão temática linear (quando o rema de um enunciado passa a tema do enunciado seguinte. O rema deste é tema do seguinte, e assim sucessivamente).
Progressão temática por desenvolvimento de partes de um rema subdividido (desenvolvimento das partes de um rema superordenado).

Leia o texto a seguir.

 

 

Teste em simulador mostra os riscos de dirigir usando o celular

 

Pesquisadores da Universidade de Utah, nos Estados Unidos, usam um simulador para mostrar os efeitos do telefone celular nos motoristas. O aparelho de US$ 100 mil consegue até monitorar para onde a pessoa está olhando. O envio de mensagens de texto é uma das atividades que mais distrai ao volante.

 

Um motorista usando o celular tem quatro vezes mais chances de provocar um acidente. Essa possibilidade é a mesma para uma pessoa que bebeu e tem 0,8 de álcool no sangue. Até aparelhos que deixam as mãos livres, como o bluetooth, não eliminam os riscos.

"Gastamos milhões equipando os carros com air bags, melhores freios e pneus para que fiquem mais seguros, mas o número de fatalidades no trânsito permanece constante. Um dos motivos é o aumento da distração com outros equipamentos dentro dos veículos", analisa David Strayer, professor de psicologia, responsável pela pesquisa da Universidade de Utah.

 

A estudante Anne MacLaren, de 19 anos, foi uma das voluntárias no simulador. Durante o teste, ela acabou batendo no carro da frente quando mandava mensagem de texto. Entre outros candidatos, muitos perderam a entrada que deveriam pegar e alguns nem viram que tinham passado por ela.

 

Os motoristas superestimam suas habilidades de serem 'multitarefas' no volante. A maioria dos americanos reconhece o perigo, mas continua usando o telefone, passando mensagens de texto e acessando a internet. Alguns até abrem os laptops e outros aparelhos eletrônicos, transformando o carro em um centro de entretenimento.

 

Como a legislação difere entre os estados americanos, pesquisas frequentes ajudam a estimular o debate. Em 2003, um estudo da Universidade de Harvard concluiu que distrações provocadas pelo uso do telefone celular levam a 2600 mortes no trânsito todo ano, além de 330 000 colisões com ferimentos moderados ou leves.

 

(Fonte: Disponível em: . Acesso em: 08 mar. 2010.)

 

 

Releia a frase “A maioria dos americanos reconhece o perigo, mas continua usando o telefone, passando mensagens de texto e acessando a internet.” (4º parágrafo) e analise as afirmativas a seguir:

 

I) A relação estabelecida pelo conectivo ‘mas’ é de contraste.

 

II) Nessa frase, há duas afirmações usadas na construção da argumentação do autor, cada uma constituindo, então, um argumento. As duas afirmações são: “A maioria dos americanos reconhece o perigo” e “continua usando o telefone, passando mensagens de texto e acessando a internet”.

 

III) O argumento que prevalece nessa frase é o que se expressa em: “continua usando o telefone, passando mensagens de texto e acessando a internet”.

 

A alternativa que contém as afirmativas corretas é:

 


I, II e III
II e III, apenas
I e III, apenas
I e II, apenas
I, apenas

Os indicadores modais ou modalizadores são elementos linguísticos que determinam como aquilo que se diz é dito e também apresentam, na construção do sentido do enunciado, a intenção do dito pelo modo que se diz. Assim, a modalização constitui a marca dada pelo sujeito a seu enunciado, ou seja, os modalizadores são meios pelos quais um falante manifesta o modo com que ele considera o seu próprio enunciado. Sendo assim, considerando os estudos sobre esse assunto, analise a expressão “Felizmente”, no trecho a seguir:

 

 

Felizmente, podemos adotar medidas para diminuir o aquecimento global. Ele resulta basicamente de atividades humanas que liberam gases heat-trapping e partículas no ar. [...] Para reduzir a emissão destes gases “retentores de calor” como o dióxido de carbono, o metano e o óxido nitroso, podemos refrear nosso consumo de combustíveis extraídos da terra, usar tecnologias que reduzam a quantidade de emissão sempre que possível, e proteger as florestas do mundo. (MARCOVITCH, 2006, p.23)

 

MARCOVITCH, Jacques. Para mudar o futuro: mudanças climáticas, políticas públicas e estratégias empresariais. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo: Editora Saraiva, 2006. Disponível em: . Acesso em: 09 jul. 2015.

  

 

Com base na análise, assinale a única alternativa CORRETA:

 


A expressão “Felizmente” é um verbo auxiliar modal, por isso ela estabelece uma ação para o conteúdo do trecho “podemos adotar medidas para diminuir o aquecimento global”.
A expressão “Felizmente” indica que o autor considera o conteúdo do trecho “podemos adotar medidas para diminuir o aquecimento global” como algo que deve ocorrer de forma obrigatória, sendo assim é uma modalização deôntica [que se refere às normas].
A expressão “Felizmente” mostra uma reação emotiva do falante diante do conteúdo do trecho “podemos adotar medidas para diminuir o aquecimento global”, pois ele considera esse conteúdo como algo bom e mostra que se sente feliz diante dele. Sendo assim, a expressão é considerada uma modalização afetiva.
A expressão “Felizmente” indica que o autor considera o conteúdo do trecho “podemos adotar medidas para diminuir o aquecimento global” como quase certo, sendo assim a expressão mostra que possivelmente as medidas irão ocorrer, por isso a expressão é considerada um modalizador quase asseverativo. 
A expressão “Felizmente” é um modalizador asseverativo negativo, pois por meio dela o autor ressalta que discorda do conteúdo do trecho “podemos adotar medidas para diminuir o aquecimento global”.

Leia o texto a seguir:

 

Piuí Abacaxi

            Trem da Alegria

 

Piuí, Piuí, Piuí, Abacaxi

Choque, choque, choque, choque por aí (2X)

Eu quero ter a tua companhia, vem viajar comigo no vagão

Tome um lugar no seu assento que o caminho agora é a favor do vento[...]

Piuí, Piuí, Piuí, Abacaxi

Choque, choque, choque, choque por aí (2X)

O Trem da Alegria vai em todo lugar, ele não pode parar

O Trem da Alegria faz a gente cantar, o mundo inteiro sonhar[...]

(Disponível em: http://letras.mus.br/trem-da-alegria/103899. Acesso em: maio de 2015)

 

Você estudou sobre a sequenciação parafrástica e os elementos de recorrência. Considerando esse estudo, analise o emprego das expressões “O trem da alegria vai” e “O trem da alegria faz”, no texto “Piuí Abacaxi”, da banda "Trem da Alegria". Nesse sentido, avalie as afirmativas a seguir identificando as corretas.

 

I. Essas expressões se constituem como elementos de redundância, uma vez que contribuem para repetir a mesma informação no texto.

 

II. A progressão textual, no texto, em grande parte, é possibilitada pelo uso dessas expressões, uma vez que elas apresentam novas informações em relação aos papéis desempenhados pelo “Trem da alegria”.

 

III. Essas expressões constituem uma recorrência de estruturas (ou paralelismo sintático), pois têm a mesma ordem sintática.

 

IV. Essas expressões atuam como elementos de recorrência pois são responsáveis em fazer o texto progredir, uma vez que retomam o conceito “Trem da alegria” e explicitam suas diferentes atuações.

 

Assinale a alternativa que contenha a(s) afirmativa(s) correta(s):

 

 


III, apenas
I, II, III e IV
II, apenas
I, apenas
II, III e IV

Leia o texto a seguir:

 

Democracia enclausurada: um debate crítico sobre a democracia representativa contemporânea.

 

Manoel Adam Lacayo Valente

Curso: Mestrado em Sociologia 
Data de defesa da dissertação: 8 de junho de 2004 
Orientadora: Profª Dª Maria Francisca Pinheiro Coelho

 

Resumo

 

Esta dissertação tem como objetos de reflexão a democracia representativa contemporânea, a crise de legitimidade que sobre ela se abate e a emergência de um novo paradigma de democracia combinada, que contempla a agregação da dimensão participativa à concepção tradicional de democracia representativa. O estudo examina as principais correntes de pensamento que teorizam sobre a natureza da democracia contemporânea, analisa os fatores que contribuíram para configurar a crise da democracia representativa e procura sistematizar, em termos teóricos, uma concepção viável de democracia para sociedades complexas. A reflexão fundamental que se faz presente ao longo da dissertação é a que põe em xeque a concepção minimalista de democracia que restringe o regime democrático à competição eleitoral. O trabalho dissertativo aponta para a insuficiência dessa concepção e apresenta, a partir do pensamento de estudiosos acadêmicos modernos, um paradigma de democracia que transcende os limites da “democracia eleitoral” e que incorpora elementos participativos substanciais, o que pode vir a caracterizar, por sua singularidade, uma “quarta onda de democratização”. Pelo lado empírico, os dados coligidos no Relatório de Desenvolvimento Humano de 2002, elaborado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), cujo título é “Aprofundar a Democracia num Mundo Fragmentado”, ratificam as ideias analisadas neste trabalho relacionadas à insuficiência democrática da democracia meramente eleitoral.

 

(Disponível em: . Acesso em: 07 jul. 2015) 

 

Na sequenciação frástica, a progressão temática assume vital importância na sequenciação do texto. Nesse sentido, “o tema constitui o tópico, aquilo que é dado, conhecido, e o rema, o comentário, aquilo que se acrescenta ao tema, fazendo o texto progredir” (MARTINS, 2011, p.86).  Baseando-se nesse estudo, analise as expressões “Esta dissertação”, “o estudo” e “o trabalho dissertativo” no resumo apresentado e avalie as afirmativas a seguir.

 

Assinale a única afirmativa CORRETA:

 


A expressão “esta dissertação” é retomada pelas expressões “o estudo” e “o trabalho dissertativo”, assim vemos que a um mesmo tema são acrescentadas, em cada enunciado, novas informações remáticas.
Por meio dessas expressões, percebemos que os temas são variados, ou seja, que são temas parciais pertencentes ao hipertema “Esta dissertação”. Assim, este é o tema global.
O tema principal “Esta dissertação” é constituído pelas partes “o estudo” e “o trabalho dissertativo”, sendo assim a progressão temática é feita pelo desenvolvimento de partes de um rema subdividido.
As expressões mostram um salto temático, configurando a omissão de um segmento intermediário da cadeia de progressão temática que é facilmente deduzível no contexto.  
Por meio das expressões, percebemos uma progressão temática linear, pois o rema de um enunciado passa a ser tema do enunciado seguinte. O rema deste é tema do seguinte e assim sucessivamente.

Recorde a definição do papel fórico e do papel dêitico na linguagem, para responder a esta questão.

 

Papel fórico - Trata-se da função das formas remissivas de retomar um referente já expresso (anáfora) ou de referir-se a um referente introduzido depois dela na superfície textual (catáfora).

Papel dêitico - Trata-se da função de mostrar ou de apontar para fora do universo textual, ou seja, para a situação concreta de enunciação. (MARTINS, 2011, p.51).

 

Considerando o estudo referente a esse assunto, analise as situações a seguir observando se o elemento sublinhado tem papel fórico (anáfora ou catáfora) ou papel dêitico, identificando a forma remissiva e o referente.

 

A) Situação comunicativa: na sala de aula, uma aluna manda um bilhete para a colega com os seguintes dizeres: “Eu vou estudar para a prova, você vai? ”.

 

B) Situação comunicativa: na sala de aula, um aluno manda um bilhete para o colega com os seguintes dizeres: “O professor explica bem, mas ele não vai corrigir os exercícios?”.

 

C) Situação comunicativa: na sala de aula, o professor, no início da aula, diz: “Tudo foi realizado conforme combinado: as questões foram postadas, o resumo das explicações foi disponibilizado na página do aluno e o gabarito será entregue neste momento”.

 

A partir das observações e dos estudos acerca do assunto, analise as seguintes afirmações.

 

I- Na situação A, o papel do elemento grifado é dêitico, tendo em vista que a forma remissiva “você” aponta para um referente fora do enunciado, no caso está se referindo à leitora do bilhete.

II- Na situação A, o papel do elemento grifado é fórico, na medida em que a forma remissiva “você” aponta para um referente que está dentro da situação apresentada.

III- Na situação B, o papel do elemento grifado é fórico, sendo um caso de anáfora, pois a forma remissiva “ele” aponta para um referente dentro do enunciado. No caso, está se referindo à expressão “o professor”.

IV- Na situação C, o papel do elemento grifado é fórico, sendo um caso de catáfora, já que a forma remissiva “Tudo” aponta para o referente que está dentro do enunciado e o precede: “as questões foram postadas, o resumo das explicações foi disponibilizado na página do aluno e o gabarito será entregue neste momento”.

 

São corretas as afirmativas contidas na alternativa:

 


I, II e III, apenas
I e III, apenas
I, III e IV
I e IV, apenas
I, II, III e IV

Leia o trecho, a seguir, extraído da canção “Bala perdida”, de Gabriel o Pensador:

 

Bala perdida

             Gabriel o Pensador

Bom dia, mulher
Me beija, me abraça, me passa o café
E me deseja "Boa sorte"
Que seja o que Deus quiser
Porque eu tô indo pro trabalho com medo da morte
Nessas horas eu queria ter um carro-forte
Pra poder sair de casa de cabeça erguida
E não ser encontrado por uma bala perdida
Querida, eu sei que você me ama
Mas agora não reclama, eu tenho que ir
Não se esqueça de botar as crianças debaixo da cama na hora de dormir
Fica longe da janela e não abre essa porta, não importa o motivo
Por favor, meu amor, eu não quero encontrar você morta [...]”

 

(Fonte: PENSADOR, Gabriel o. Bala perdida. Disponível em: . Acesso em: 12 abr. 2018.)

 

Sabemos que vocativo "é um termo da oração – palavra ou expressão, que põe em destaque a pessoa ou coisa a quem se dirige a palavra. É um termo isolado dentro da oração, ou seja, não faz parte nem do sujeito nem do predicado. É usado para chamar pelo nome, apelido ou característica, o ser com quem se fala". (SIGNIFICADOS, 2018, p.1).

 

Entendendo que as expressões “mulher” e “querida”, na canção, são vocativos, podemos considerar que:

 


são dêiticos, isto é, estratégias preferenciais de referenciação, porque retomam referentes anafóricos constantes na superfície textual.
são dêiticos, pois exercem o papel fórico, uma vez que retomam um referente já introduzido na superfície textual, num processo catafórico.
são elementos dêixis, haja vista que nada tem a ver com superfície textual, exercendo o caráter anafórico da linguagem.
são dêiticos, isto é, palavras ou expressões que, não tendo um valor referencial próprio, remetem para a situação concreta de comunicação em que é produzido o texto.
são elementos catafóricos, pois têm papel fórico na superfície textual, remetendo a elementos que vêm posteriormente, haja vista sua semântica.

No capítulo “A tessitura dos textos orais e escritos: processos de referenciação”, você estudou sobre a referência situacional (exófora) e a textual (endófora). Baseando-se nesse estudo, avalie as situações a seguir identificando se o elemento grifado tem papel fórico – anáfora ou catáfora – ou papel dêitico.

 

Situação comunicativa A): na sala de costura de uma malharia, uma costureira manda um bilhete para a colega com os seguintes dizeres: “Se eu ganhasse na loteria esportiva, estaria em outro lugar: Havaí, Cancun ou Porto Seguro". Analise o enunciado do bilhete, considerando a expressão “outro lugar”.

 

Situação comunicativa B): na sala de costura de uma malharia, uma costureira manda um bilhete para a colega com os seguintes dizeres: “Amanhã faltarei ao trabalho para ir ao jogo do flamengo, você vai?”. Analise o enunciado do bilhete, considerando a expressão “você”.

 

Situação comunicativa C): na sala de costura de uma malharia, uma costureira manda um bilhete para a colega com os seguintes dizeres: “A chefe está cada vez mais chata, também ela não tem o que fazer!”. Analise o enunciado do bilhete, considerando a expressão “ela”.

 

A partir de suas análises, avalie as afirmativas a seguir, colocando V para verdadeiro e F para falso.

            

(   ) No enunciado da situação comunicativa A, a forma remissiva “outro lugar” aponta para os referentes (Havaí, Cancun ou Porto Seguro) que estão no enunciado. Como a forma remissiva (outro lugar) precede os elementos de referência (Havaí, Cancun ou Porto Seguro), trata-se de uma catáfora – papel fórico.       

   

(   ) No enunciado da situação comunicativa B, a forma remissiva “você” aponta para um referente fora do enunciado, no caso está se referindo à leitora do bilhete, por isso constitui-se como um dêitico.

 

(   ) No enunciado da situação comunicativa C, a forma remissiva “ela” aponta para um referente (A chefe) que está no enunciado. Como o referente está antes da forma remissiva (ela), trata-se de uma anáfora – papel fórico.       

   

(  ) Nos enunciados da situação comunicativa A e da situação comunicativa C, percebemos a presença de formas remissivas que apontam para elementos que estão fora dos enunciados, por isso as duas constituem dêiticos.     

     

(   ) No enunciado da situação comunicativa C, a forma remissiva “A chefe” aponta para um referente (ela) que está no enunciado. Como o referente está depois da forma remissiva (A chefe), trata-se de uma anáfora – papel fórico.           

 

A sequência correta é:

 


F, V, F, V, F
V, V, V, V, V
V, V, V, F, F
F, F, F, F, F
V, F, F, F, F 

Considerando as diferenças existentes entre linguagem oral e linguagem escrita, marque a alternativa que representa uma inadequação da linguagem usada ao contexto apresentado.

 


“Só um instante, por favor. Eu gostaria de fazer uma observação”. – alguém comenta em uma reunião de trabalho.
“E ai, ô meu! Como vai essa força?” – um jovem que fala para um amigo.
“Porque a gente não resolve as coisas como têm que ser, a gente corre o risco de termos, num futuro próximo, muito pouca comida nos lares brasileiros.” – um professor universitário em um congresso internacional.
“O carro bateu e capotô, mas num deu pra vê direito” – fala de um pedestre que assistiu ao acidente e está comentando com outro que está passando pelo local.
“Venho manifestar meu interesse em candidatar-me ao cargo de Secretária Executiva desta conceituada empresa.” – alguém que escreve uma carta candidatando-se a um emprego.

Leia o trecho a seguir.

 

Certos assuntos não se esgotam num único escrito. Adultério, sogra, velório são alguns. Assim como os diferentes significados de palavras e expressões linguísticas, conforme as regiões, as épocas e as culturas em que são empregadas. (MAMEDE, 2002, p.1).

 

Em relação aos processos de referenciação, considerando as palavras grifadas, podemos afirmar o seguinte:

 

A expressão “certos assuntos” é forma remissiva catafórica dos referentes “adultério, sogra e velório”. A expressão “certos assuntos” é forma remissiva anafórica dos referentes “adultério, sogra e velório”. A expressão “certos assuntos” é forma remissiva com papel dêitico. As expressões “adultério, sogra e velório” são formas remissivas anafóricas do referente “certos assuntos”.

 

Assinale a alternativa que contém as afirmativas corretas:


1 e 2, apenas.
1, 2 e 3, apenas.
1, apenas.
2, apenas.
1, 2, 3 e 4
Páginas: 12