GESTÃO DE EMPRESAS RURAIS


Para certificar um produto do agronegócio é preciso que as atividades do processo de produção estejam sujeitas e passíveis à padronização e verificação da conformidade. Dentre as afirmativas apresentadas a seguir, assinale a alternativa que não condiz com o processo de certificação agroindustrial.


A certificação dos sistemas de produção vegetal provê informações e monitoramento do processo envolvido, desde a criação de mudas até a chegada às prateleiras e ao consumidor.


No caso dos sistemas de produção animal, a qualidade está refletida em informações sobre a origem dos animais, os métodos e técnicas dispendidos para a obtenção de carne, ovos, leite e derivados.


Na União Europeia os requisitos e critérios para empresas certificadoras são editados e oficializados nas normas europeias. Entretanto, a implementação prática de cada país membro é orientada pelas diretrizes estabelecidas pelos respectivos Ministérios da Agricultura.


O mercado de fibras e bioenergia, assim como os demais, exige esclarecimentos acerca da conformidade do sistema de produção, o que pode ser alcançado por meio de selos e outras certificações.


No Brasil, o Sebrae e a Embrapa são responsáveis pela definição de critérios para a certificação de produtos agroindustriais.

Marque a alternativa correta. O agronegócio brasileiro é produtor e exportador de produtos in natura, semi-processados e processados. Vários agentes econômicos interagem para dar conta da oferta de alimentos, bebidas, fibras, bioenergia, madeira, papel e celulose, etc. Dentre esses agentes, destaca-se o gestor do agronegócio. Podemos entender que o gestor do agronegócio é:


Pessoa com competências técnicas exclusivas na agricultura e na pecuária.


Pessoa qualificada contratada para realizar um programa de recrutamento e seleção de recursos humanos.


Pessoa qualificada contratada com ênfase no gerenciamento da empresa rural, exclusivamente.


Pessoa com competências técnicas definidas, contratada para atuar na indústria processadora e na distribuição de commodities.


Pessoa qualificada para tomada de decisão nos negócios que compõem os segmentos antes, dentro e depois da porteira.

Historicamente, as revoluções tecnológicas ocorridas no âmago da sociedade provocaram sucessivas ondas de desenvolvimento e determinaram a evolução das Teorias aplicadas à gestão. Neste contexto, é correto afirmar que:


Na Era Industrial, os produtos eram oriundos do trabalho de artesãos e de baixa produtividade, comparativamente a Era Agrícola.


As teorias Neoclássica, Estruturalista e de Contingência postulavam a divisão do trabalho e exagerada especialização do operário. Também se estudou os tempos e movimentos e foram criados métodos de trabalho e incentivos.


As tecnologias têm promovido um acréscimo na utilização de trabalhos manuais. Assim, a produção mecanizada pouco aumentou a produtividade e tão pouco substituiu o trabalho artesão.


A Revolução Industrial foi o período coincidente com o domínio das técnicas relativas a agricultura, enquanto a Revolução Agrícola coincidiu com a descoberta da tecnologia da máquina a vapor.


A Escola das Relações Humanas focava seus estudos nas pessoas, na organização informal, nos grupos, liderança, motivação e comunicação.

O agronegócio nasce em meio a neologismos e diferenças semânticas. Na tentativa de construção do conceito, autores e correntes cunharam diferentes abordagens na literatura corrente. Sobre este tema, analise as afirmativas a seguir:

I - Para a escola americana, agronegócio é a soma total das operações de produção, distribuição de suprimentos agrícolas, operações de produção nas unidades agrícolas e o armazenamento, processamento e distribuição dos produtos agrícolas e itens produzidos com eles.

II - O segmento chamado “Depois da Porteira” contempla as atividades de armazenamento, beneficiamento, industrialização, processamento, distribuição atacadista e varejista.

III - O agronegócio se limita à produção agropecuária (dentro da porteira). O agronegócio contemporâneo restringe às atividades diretamente ligadas a agropecuária.

Podemos afirmar que: 

 


Todas as afirmativas estão incorretas.


Somente a afirmativa I está correta.


Somente as afirmativas II e III estão corretas.


Todas as afirmativas estão corretas.


Somente as afirmativas I e II

Analise as sentenças a seguir e marque as alternativas com "V" as sentenças verdadeiras e com "F" as sentenças falsas:

(  ) A relação de troca é a quantidade de produto agrícola ou pecuário vendida para se comprar outra quantidade de insumos. Por exemplo, para se comprar uma (01) tonelada de fertilizante são necessários 50 sacos de milho (60 kg) 

(  ) A organização de produtores em entidades representativas não confere ganhos aos mesmos. 

(  ) As estratégias de cooperação e os arranjos organizacionais possibilitam a inserção de pequenos no mercado, via economia de escala.

(  ) A organização dos produtores em associações, cooperativas e sindicatos desestimula o compartilhamento de recursos para pesquisa, tecnologia e ampliação de negócios, além de deprimir preço e renda.

(  ) A confiança e a governança corporativa são os dois aspectos mais importantes no contexto da organização, da coordenação de cadeias produtivas e da representatividade do agronegócio.

 

Após sua análise, marque a alternativa que contenha a sequência correta:


V – F – V- F – V


V - F - F - V – V


F – V- F – V – F


V - V - F - F – V


V - F - F - F - F

Analise as sentenças a seguir e marque as alternativas com "V" as sentenças verdadeiras e com "F" as sentenças falsas:

(  ) O agronegócio depende da utilização de fertilizantes para alcançar níveis de produtividade desejados. Assim, a indústria nacional de insumos (fertilizantes) tem melhorado seu desempenho sistematicamente.

(  ) A União Europeia e os EUA são grandes compradores da indústria nacional de tratores de roda.

(  ) O aumento da área plantada e da produtividade é diretamente proporcional à disponibilidade de máquinas e implementos. 

(  ) Estatisticamente, o preço de vendas de terras para a lavoura e para a pecuária no Brasil não sofre variação significativa.

(  ) O plantio direto determinou o desenvolvimento de sofisticadas plantadoras, assim como a proibição da queimada da cana de açúcar fez surgir colhedoras sofisticadas.

Após sua análise, marque a alternativa que contenha a sequência correta:

 


V - F - F - F - F


V – F – V- F – V


F – V- F – V – F


V - V - F - F – V


V - F - F - V – V

Análise as sentenças a seguir e marque as alternativas com "V" para as sentenças verdadeiras e com "F" as sentenças falsas:

(  ) A participação do agronegócio no PIB nacional não ultrapassa 10%. 

(  ) O PIB da agropecuária é composto pelas atividades de agricultura e da pecuária adicionado dos segmentos de insumos, indústrias e distribuição.

(  ) Produto Interno Bruto (PIB) é o valor da produção de bens e serviços finais, deduzindo-se o consumo intermediário.

(  ) O PIB do agronegócio é o resultado da combinação dos setores primários da agropecuária.

(  ) Observou-se um decréscimo da participação do segmento dentro da porteira no PIB nacional na ordem de 15%, no final da década passada.

 

Após sua análise, marque a alternativa que contenha a sequência correta:


F - F - F - F - F


F - F - F - F - V


F - F - V - F - V


V - V - V - F - V


V - V - F - V - F

A qualidade é uma pré-condição para os consumidores internos e para a exportação das commodities nacionais. No que se refere aos princípios da qualidade todas as alternativas a seguir estão corretas, apenas uma delas não condiz com os princípios de qualidade. Indique qual é:


O consumidor/importador deseja um produto saudável, seguro e de qualidade. Todos esses atributos devem ser intrínsecos à oferta de um bem ou serviço do agronegócio.


Um produto de qualidade direcionada ao mercado externo deve apresentar em seu bojo um alto grau de confiabilidade e defeito zero.


A ISO é uma norma definida pela própria empresa e específica para cada unidade produtiva. A empresa adquiri rápida e deliberadamente o certificado de qualidade, assim como a compra de qualquer insumo para seu processo produtivo.


Na Era da Qualidade Total, o produto é controlado e toda a empresa é responsável. A ênfase recai sobre a prevenção de defeitos e a qualidade é assegurada.


A produção, a indústria e a distribuição devem ir além da busca da satisfação de necessidades relacionadas à quantidade. A mais nova exigência do mercado importador é pela qualidade.

Alguns sistemas de exploração agrária, produzem alimentos e outros produtos de alta qualidade. Mediante uso de recursos naturais e de mecanismos reguladores minimizam o uso de insumos e contaminantes. Esse procedimento assegura uma produção agrária sustentável. Marque a alternativa correta, considerando que o referido sistema faz alusão a:


Brainstorming que é uma técnica de identificação e proposição de resolução produtiva de problemas das propriedades agropecuárias.


Produção Integrada (PI), sistema que surgiu na década de 1990, a partir de demandas reais da sociedade como um todo, no que se refere a produção de alimentos e insumos industriais, a geração de empregos no campo e a redução do êxodo rural,  etc.


Transgenia, método de modificação genética que proporciona maior competitividade à cadeia do algodão colorido do Nordeste brasileiro, por exemplo.


Terceirização da colheita da cana de açúcar, por exemplo. É uma operação que requer agilidade e envolve expressivo investimento e que, ainda, evita desperdícios.


Processo de diferenciação mercadológica de produtos agroindustriais, capaz de atender nichos de mercados mais exigentes.

Toda e qualquer instituição do agronegócio possui identidade e cultura organizacional únicas, modelo de gestão e de negócio próprios, às vezes quase imperceptíveis. Modelos são passíveis de cópias, de reutilização, de replicação. A respeito dos modelos de gestão e de negócio, é correto afirmar que:


Em um modelo de gestão, a convergência entre competência e prática administrativa deve ser preterida, dado que não existe pré-requisito para a execução das tarefas e que cada colaborador faz o que lhe convém.


O sucesso de um modelo de negócio é inversamente proporcional à competência, na medida em que o conhecimento (saber o que é), a habilidade (como se faz) e a atitude (o fazer/agir) são dimensões irrelevantes para o êxito do negócio.


“Modelo de negócio” e “negócio-modelo” é apenas um trocadilho que ostenta o mesmo significado. Ambos são recomendáveis à gestão, muito embora “negócio-modelo” possa ser entendido como cópia pela cópia e ainda desconsidere as limitações ou potencialidades da empresa.


Modelo de gestão envolve o gerenciamento de recursos, a liderança de pessoas e, por conseguinte o estabelecimento de norma, procedimento, rotina, diretriz, princípios e valores.


A implantação de um novo modelo de gestão é uma extremamente atividade simples e pouco sujeita a falhas ou dificuldades; dispensando-se diagnóstico da necessidade organizacional.

Páginas: 123