CIDADANIA, HETEROGENEIDADE E DIVERSIDADE


Esse componente (CHD) atende a necessidades sociais prementes dos cidadãos brasileiros. O profissional de hoje em dia precisa de ferramentas intelectuais que lhe facultem lucidez social. Assim, sobre o conceito de cidadania e o seu exercício é correto afirmar que:


faz parte da tomada de consciência do cidadão, renunciar ao sentimento ético e o senso de direitos sociais.


a cidadania relaciona-se à vida na zona rural e tudo que a singulariza.


o princípio fundamental da cidadania é situar os direitos sociais acima dos deveres comunitários.


com exceção do direitos de crianças e idosos, tudo mais que se vivencia em espaço urbano é cidadania. 


inevitavelmente, associa-se ao que se convencionou chamar de “direitos humanos”.

No Brasil, a chamada “Constituição Cidadã” (1988) determinou a implantação de medidas legais relativas aos direitos de alguns grupos. Dentre estes, destacamos:

I) Os direitos especiais para a Criança e o Adolescente.

II) Fim das vagas especiais para deficientes físicos.

III) A criminalização do homossexualismo.

IV) A demarcação das terras indígenas.

Assinale:


Se apenas as afirmativas I e III estão corretas.


Se apenas as afirmativas I e IV estão corretas.


Se apenas a afirmativa I está correta.


Se todas as afirmativas estão corretas.


Se apenas as afirmativas I, II e III estão corretas.

Leia com atenção:

Entre 1963 e 2001, 2.092 pessoas foram assassinadas pela simples razão de serem gays, transgêneros ou lésbicas. Somente em 2000, foram 130 assassinatos, dos quais 69% gays, 29% travestis e 2% lésbicas. O País não passa três dias sem que um gay, uma travesti ou uma lésbica não sejam brutalmente assassinados, vítimas do preconceito. (MOTT, Luiz. CERQUEIRA, Marcelo. Causa Mortis: Homofobia. Grupo Gay da Bahia. Salvador, 2001.)

Qual é o nome desse tipo de preconceito destacado no trecho anterior? Assinale a alternativa correta:


Homofobia


Aracnofobia


Tanatofobia 


Claustrofobia


Acarofobia

Leia com atenção:

"Comportamentalmente, o termo acidente de trânsito é utilizado de diferentes maneiras e de acordo com as especificidades conceituais oriundas de diferentes especialidades científicas e profissionais" (HOFFMANN, Maria Helena e CRUZ, Roberto Moraes (orgs). Comportamento Humano no Trânsito. São Paulo: Casa do psicólogo, 2011.)

Mas, afinal, como os especialistas costumam definir o conceito de “acidente de trânsito”? Marque com V a afirmativa verdadeira e F a falsa:

(  ) "Uma desavença não intencionada, envolvendo um ou mais participantes do trânsito, implicando algum dano e noticiada à polícia diretamente ou pelos serviços de medicina legal"

(  ) "é o incidente involuntário do qual participam, pelo menos, um veículo em movimento; pedestres e obstáculos fixos, isolados ou conjuntamente, ocorridos numa via terrestre, resultando danos ao patrimônio, lesões físicas ou morte"

(  ) "o acidente de trânsito é todo evento danoso que envolva o veículo, a via, o homem e/ou animais e para caracterizar-se, é necessário à presença de dois desses fatores"

Assinale a sequência correta:

 


V; V; V


V; F; V


F; V; F


F; F; F


F; F; V

Sobre a Lei Maria da Penha é possível afirmar que:


O dano patrimonial imposto à vítima mulher não pode ser entendido como coisa a que se aplique a Lei Maria da Penha.


Não é necessário que o agressor coabite, ou tenha coabitado, com a vítima para que se aplique ao caso a Lei Maria da Penha.


Não pode ser entendida como violência contra a mulher o dano social e psicológico causado à integridade de uma cidadã brasileira.


Trata-se de um Projeto de Lei que tardará a vigorar em função de seu conteúdo polêmico e demasiadamente subjetivo. 


O Estado pode se eximir de qualquer responsabilidade sobre atos discriminatórios e ofensivos contra a dignidade feminina.

Navi Pillay [então alta comissária da ONU para Direitos Humanos] revelou em sua mensagem pelo Dia Internacional da Mulher de 2010, que mais de cinco mil crimes contra a integridade moral e psicológica das mulheres. Pouco se fala sobre esses dados na mídia. No entanto, no Brasil, isso já é crime e é combatido com o aparato do Estado. A que fator decisivo nos referimos? Assinale a alternativa correta: 


A marcha das Vadias


As músicas de Rita Lee


A eleição de Dilma Rousseff


A Lei Maria da Penha. 


Os PL’s de Marta Suplicy

O Brasil é um país multicultural. Toda a epopeia civilizatória brasileira, se pauta na diversidade; na polifonia étnica; no pluralismo policromático de nossas festas e ritos. Assim, responda: O que é multiculturalismo?


É a situação de determinada cultura posta em contato com outra, no entanto, nunca essa cultura vai se adaptar a outra para não ser sufocada ou modificada.


É o reconhecimento da diferença, bastando isso para que haja harmonia entre os cidadãos de uma dada comunidade.


É a chamada "democracia racial" responsável pela ascensão dos afrodescendentes.


É um termo que descreve a existência de muitas culturas numa localidade, cidade ou país, com no mínimo uma predominante.


É o necessário convívio entre sociedades e cada vez mais esse convívio se dá em paz e harmonia.

De acordo com o Estatuto da Pessoa com Deficiência (Lei de Inclusão nº 13.146/2015) a acessibilidade é direito fundamental da pessoa com deficiência ou com mobilidade reduzida. Considerando as normas de acessibilidade e sua importância, assinale a alternativa correta:


A acessibilidade nas vias públicas deve ser pensada exclusivamente para as pessoas com deficiência física utilizando cadeira de rodas.
A acessibilidade deve ser utilizada em espaços, recursos e tecnologias, que permitam às pessoas com deficiência viver com autonomia e igualdade em relação às demais pessoas.
A sinalização tátil no piso deve ser obrigatória somente em escolas e institutos especializados em que há maior presença de pessoas cegas.
Locais públicos e de grande fluxo de pessoas estão desobrigados da reserva de vagas de estacionamento para pessoas com deficiência física ou visual.
O uso da acessibilidade é restrito apenas ao espaço público urbano, ruas e avenidas, onde deve haver igualdade social.

Definição de deficiente físico:

Art. 2º Considera-se deficiência toda restrição física, intelectual ou sensorial, de natureza permanente ou transitória, que limita a capacidade de exercer uma ou mais atividades essenciais da vida diária e/ou atividades remuneradas, causada ou agravada pelo ambiente econômico e social, dificultando sua inclusão social. (BRASIL. Estatuto da Pessoa com Deficiência. Lei Brasileira de Inclusão nº 13.146/2015. Brasília. 2015.)

Considerando essa definição do Estatuto do Deficiente, é possível afirmar que, dentre os seguintes portadores de necessidades especiais, só pode ser considerado deficiente físico aquele que consta na alternativa:


Criança de dois anos


Mulher gestante


Adolescente superdotado


Jovem com tetraplegia 


Homem da Terceira Idade

Leia atentamente:

Na ânsia de ter, a posse permite o auge do desfrute do prazer, mas também a perda do valor da própria coisa, com o seu uso. Essa toma então, o sentido de coisa descartável, ou seja, de algo do qual se deseja livrar, vira lixo. Já que o individuo sofre o efeito instigador e de sedução pela compra de coisas novas, por parte dos produtores em grande escala, o ciclo de produção, consumo e descarte se acelera. Como o lixo tem materialidade e ocupa território, enquanto não é percebido por outrem com o sentido de valorização, transforma-se em entulho depreciado e causador de transtornos coletivos (SANTOS, Jacinta dos. Os caminhos do lixo em Campo Grande: disposições dos resíduos sólidos na organização do espaço. Campo Grande: USCDB, 2000, P. 07)

Pensando com seriedade a questão do lixo, constatamos uma contradição social inquestionável. O mesmo lixo, fruto de um sistema de consumo desorientado e frenético, também é fonte de renda para inúmeras famílias brasileiras em condição de risco social. Qual a melhor forma de regular essa questão? Assinale a alternativa correta.


Regulação do aproveitamento do lixo doméstico, obrigando (como exigência legal) a reciclagem domiciliar do material descartado.


Destinar o lixo produzido, exclusivamente, à incineração e descarte em áreas litorâneas.


Taxação de severos impostos sobre o aproveitamento do lixo para inibir essa prática.


Criminalizar a prática de apropriação do lixo destinados aos aterros sanitários.


Organização de cooperativas de catadores de lixo que promovam o aproveitamento e reciclagem de forma rentável e segura.