REVOLUÇÕES, IDEIAS, HOMENS E MÁQUINAS


O Iluminismo representa a visão de mundo da intelectualidade do século XVIII. Tendo em vista suas ideias, pode-se afirmar que ela se caracterizou pelo:

I) fortalecimento do Estado e o cerceamento das liberdades.

II) triunfo da razão sobre as tradições e superstições.

III) anticlericalismo e a oposição à intolerância religiosa.

Estão corretas as afirmações contidas em:


II.


I e II.


I, II e III.


II e III.


I e III.

Considerando a Revolução Industrial em suas duas diferentes fases, podemos afirmar que:

I) a primeira fase caracterizou-se pela utilização do carvão e do ferro e desenvolveu-se primeiramente na Inglaterra.

II) tanto a primeira como a segunda fase da Revolução Industrial caracterizaram-se pela utilização do aço e da eletricidade.

III) a segunda fase da Revolução Industrial caracterizou-se pela utilização do aço e da robótica e desenvolveu-se principalmente no Japão.

Estão corretas as afirmações contidas em:


II e III.


I e III.


I.


I, II e III.


I e II.

"O nosso século é chamado o Século da Filosofia por excelência. Se examinarmos sem prevenção o estado atual dos nossos conhecimentos, não se pode deixar de convir que a filosofia registrou grandes progressos entre nós. (...) Assim, desde os princípios das ciências profundas até os fundamentos da Revelação, desde a metafísica até as questões de gosto, (...) desde as disputas escolásticas dos teólogos até os objetos de comércio, (...) tudo foi discutido, analisado e, no mínimo, agitado" (D'Alembert apud. Ernst Cassirer. A filosofia do Iluminismo. p. 20-21).

As palavras de D'Alembert nos remetem a algumas das principais características do pensamento iluminista. Entre elas podemos identificar:

I - A valorização da filosofia como campo de reflexões estritamente direcionadas para a crítica das ciências da natureza.

II - A defesa de uma concepção de história associada ao ideal de progresso e contraposta aos valores da tradição.

III - A secularização de todos os domínios de conhecimento, incluindo-se aqueles relacionados à moral, à religião e às relações sociais.

IV - A defesa da razão e da experiência como instrumentos centrais para a produção de todos os conhecimentos e valores pertinentes ao homem e às suas sociedades.

Estão corretas as afirmações contidas em:


II e IV.


II, III e IV.


I e II.


II e III.


I e IV.

A Revolução Inglesa do século XVII transformou a estrutura política, social e econômica daquele país. Em termos políticos, essa Revolução significou:


a adoção de uma política externa conciliadora em relação aos espanhóis.


A ascensão das ideias socialistas no contexto europeu.


a instituição de uma monarquia constitucionalista.


a predominância da forma católica do Anglicanismo.


o predomínio da burguesia aliada aos camponeses.

“O século XVII é decisivo na história da Inglaterra. É a época em que a Idade Média chega ao fim.” (HILL, Christopher. O eleito de Deus. 1988. p. 13.)

 Considerando-se que o marco tradicional do final da Idade Média é o século XV, tal afirmação sobre esse período da história inglesa justifica-se em razão da:


vitória da Revolução Inglesa, que aboliu direitos feudais e submeteu o rei ao poder do Parlamento.


Revolução Industrial ocorrida neste período, que solapou as bases econômicas da Idade Média.


unificação da Inglaterra que, sob um monarca absoluto, superou a fragmentação política feudal.


instauração da república liberal e presidencialista, que se consolidou no poder apesar da oposição monárquica.


derrota da Igreja Católica, com a ascensão do anglicanismo e sua adoção como religião oficial do Estado.

Qual das alternativas abaixo apontam das causas da Reforma Protestante do século XVI?

I) O enfraquecimento da burguesia comercial no século XV.

II) A crise enfrentada pela Igreja Católica desde o final da Idade Média.

III) A crítica da venda de indulgências e a mercantilização da fé.

Estão corretas as afirmações contidas em:


I e III.


III.


I e II.


I, II e III.


II e III.

“A história da cultura renascentista nos ilustra com clareza todo o processo de construção cultural do homem moderno e da sociedade contemporânea. Nele se manifestam, já muito dinâmicos e predominantes, os germes do individualismo, do racionalismo e da ambição ilimitada, típicos de comportamentos mais imperativos e representativos do nosso tempo” (SEVCENKO, Nicolau. O Renascimento. São Paulo: Atual, 1987).

Tendo em vista o movimento artístico e cultural conhecido como Renascimento, analise as afirmações abaixo:

I – Em grande medida, o Renascimento fundamentou-se numa recuperação da arte e da cultura greco-romana.

II – Outra característica deste movimento intelectual foi a afirmação do humanismo e do racionalismo como pilares de uma nova sociedade.

III – As mensagens, o estilo e os valores veiculados na cultura renascentista reforçavam a posição dos senhores feudais na estrutura política e social da época.

Estão corretas as afirmações contidas em:


I, II e III.


I e II.


II.


I e III.


II e III.

A respeito do Iluminismo, filosofia que alcançou sua máxima consagração na França do século XVIII, pode-se atribuir as seguintes características:

I) No plano político, os iluministas eram contra o absolutismo e não necessariamente à monarquia.

II) A defesa do liberalismo no plano econômico, ou seja, combatia o intervencionismo estatal na economia.

III) A educação e a cultura do homem devem se orientar observando a tradição, a religião e a fé.

Estão corretas as afirmações:


I e III.


II e III.


I e II.


I, II e III.


II.

Uma figura muito importante no contexto renascentista eram os mecenas. Quem eram os mecenas?


Governantes que atuavam como artistas, fazendo esculturas e pinturas.


Religiosos que perseguiam os artistas que criticavam os fundamentos da Igreja Católica.


Burgueses e governantes que protegiam e financiavam os artistas renascentistas.


Pintores que ajudavam financeiramente os burgueses da época.


Agricultores e servos que se dedicavam a poesia e a literatura.

O Renascimento foi um período de renovação das ideias. Teve início na Itália e depois se espalhou pela Europa. A partir de então, pode-se afirmar que a vida cultural na Europa deixava de ser controlada pela Igreja Católica.

Entre os novos valores que o movimento renascentista procurava imprimir a sociedade europeia estão:

I – a valorização do homem como sujeito da história.

II – a afirmação de um plano divino e superior que se sobrepõe às ações humanas.

III – a valorização das técnicas e dos métodos de domínio da natureza.

Estão corretas as afirmações contidas em:


I e II.


I, II e III.


II e III.


II.


I e III.

Páginas: 123456