EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS


Os usuários do Serviço de MSE são adolescentes de 12 a 18 anos, ou jovens de 18 a 21 anos, em cumprimento de Medida Socioeducativa de Liberdade Assistida e de Prestação de Serviços à Comunidade, aplicada pela Justiça da Infância e da Juventude ou, na ausência desta, pela Vara Civil correspondente e suas famílias.

Os objetivos deste serviço são:

I. (   ) Criar condições para a construção/reconstrução de projetos de vida.

II. (   ) Contribuir para o estabelecimento da autoconfiança e a capacidade de reflexão sobre as possibilidades de autonomias.

III. (   ) Possibilitar acessos e oportunidades para a ampliação do universo informacional e cultural e o desenvolvimento de habilidades e competências.

IV. (   ) Fortalecer a convivência familiar e comunitária.

 

São corretas as afirmativas:


II, III e IV.


I, II, III e IV.


I apenas.


I, II e III. 


IV apenas.

Para responder esta questão, leia atentamente o trecho extraído do capítulo 1 do livro de Educação de Jovens e Adultos e complete o que se pede.

 

Para o filósofo e educador ________________, a escola é, por excelência, o lugar de trabalho, labor intelectual configurado nos processos de ensino e aprendizagem. Por isso, inclusive, deve revelar-se como espaço de uma convivência que permita aos sujeitos uma experiência de pensamento como movimento crítico-criativo.

A palavra que completa corretamente a afirmativa é:


Jean Piaget


Moacir Gadotti


Miguel Arroyo


Paulo Freire


Dermeval Saviani

Agora, veja o depoimento a seguir de uma professora que atua em uma turma de EJA.

 


Nesta perspectiva, julgue as afirmativas abaixo, indicando “V” para as que forem consideradas verdadeiras e “F” para as falsas.

 

I. No depoimento  da professora é possível identificar a intervenção da coordenadora na definição do planejamento.

II. O depoimento mostra-nos que, mesmo assim ela se preocupa em prever e organizar as atividades com antecedência.

III. Em uma das afirmativas, percebemos a evidência da dimensão subjetiva da prática de ensino.

IV. Pelo depoimento, podemos notar que diferentes fatores interferem na ação de planejar. 

 

Assinale a sequência CORRETA:

 


V, F, F, F


V, V, F, F


V, V, V, V


V, F, V, F


F, V, V, V

Leia atentamente o trecho a seguir:

 

A professora Ana chega na sala exatamente quando o sinal avisa que a aula vai começar. Encontra seus alunos e alunas sentados, um atrás do outro, já com os cadernos abertos, estojos e atenção a postos. Ela os cumprimenta, vai para a lousa e escreve o título de uma notícia do jornal daquele dia: “Chuvas repentinas castigam a cidade”. Em seguida diz aos alunos que vai colocar o texto da notícia na lousa e pede que o copiem, com bastante cuidado, prestando especial atenção à ortografia. Os alunos prontamente começam a escrever. Passados alguns minutos, chegam atrasados três alunos. Eles se desculpam pelo atraso e dizem que ficaram muito tempo parados por causa da chuva que entupiu o trânsito na cidade.

A professora Ana pede para que entrem, não há problema porque ainda podem copiar a primeira parte do texto. A aula segue com os alunos terminando de registrar o texto e respondendo algumas perguntas feitas pela professora.

(Trecho adaptado do Caderno EJA 2, p. 03)

 

Nesta perspectiva, julgue as afirmativas abaixo, indicando “V” para as que forem consideradas verdadeiras e “F” para as falsas.

(   ) As notícias de jornal costumam ser bastante utilizadas nas classes de educação de jovens e adultos.

(    ) Na aula da professora Ana, a notícia foi usada como um texto para ser copiado e para os alunos responderem a algumas questões.

(    ) A professora orientou o trabalho sem contar com a ação e a participação efetivas dos alunos, que atuaram de forma passiva, realizando o que fora pedido.

(    ) Antes do texto, a professora deu voz a seus alunos, pedindo que contassem as experiências já vividas por eles, em relação ao tema: a chuva e suas consequências.

 

 

Assinale a sequência CORRETA:

 


V, V, V, F


V, F, V, F


F, F, F, F


F, V, V, V


V, V, V, V

No primeiro capítulo, você pode compreender os fundamentos da Educação de Jovens e Adultos tendo em conta a demarcação das formas teóricas que fazem dessa modalidade de ensino um campo de pesquisa e construção de conhecimentos. Neste sentido, podemos dizer que o currículo:

 

I - (   )   Precisa ser construído coletivamente, tendo como referência princípios partilhados.

II – (    )   Nem sempre reflete exatamente o que os documentos oficiais orientam.

III - (   ) É construído na prática cotidiana de  professores.

IV - (   ) Em ação, se dá  por meio de constantes negociações.

 

Estão CORRETAS as afirmativas contempladas em:


I e II


I e  IV 


I, II, III e IV


I e IIII


I, II e III

O saber cotidiano por sua própria natureza,  se configura como um saber reflexivo, pois é um saber da vida vivida, saber amadurecido, fruto da experiência, nascido de valores e princípios éticos, morais já formados, anteriormente, fora da escola.

 

Neste sentido, é correto afirmar:

I. O saber cotidiano possui uma concretude, origina-se da produção de soluções que foram criadas pelos seres humanos para os inúmeros desafios que enfrentam na vida.

II. O saber cotidiano caracteriza-se como um saber aprendido e consolidado em modos de pensar originados do dia-a-dia.

III. O saber cotidiano é uma espécie de saber das ruas, frequentemente assentado no “senso comum”. É diferente do elaborado conhecimento formal com que escola lida.

 

 São corretas as afirmativas:


I apenas.


II apenas.


I e II.


I, II e III.


III apenas.

A Educação de Jovens e Adultos (EJA) traz seus sujeitos impressos em seu nome e, isto não é à toa.  São justamente esses sujeitos com toda sua diversidade e heterogeneidade que demarcam as especificidades da modalidade. É a partir deles que a EJA vem sendo pensada no campo acadêmico, de maneira que uma proposta curricular adjacente a essas questões traga como pressuposto teórico o legado da Educação Popular, em que educador e educando entrelaçam uma postura dialógica. (Questão adaptada do ENADE 2017).

Disponível em: http://37reuniao.anped.org.br. Acesso em 12 jul. 2017 (adaptado).

Considerando as informações apresentadas, avalie as afirmações a seguir.

 

I. As especificidades dos alunos da EJA precisam ser consideradas e avaliadas constantemente, com intuito de que os conteúdos trabalhados em sala de aula sejam significativos.

 

II. O legado da Educação Popular deve nortear a proposta curricular das escolas públicas e privadas, de modo a favorecer aos que não obtiveram sucesso na educação infantil.

 

III. Os pressupostos teóricos e a proposta curricular da EJA são os mesmos da alfabetização nos anos iniciais, de modo que os jovens e adultos recuperem os conhecimentos aos quais não tiveram acesso em idade regular.

 

IV. A relação dialógica entre docentes e discentes potencializa o processo de ensino-aprendizagem ao dar espaço para a diversidade e heterogeneidade presentes nas salas de aula.

É correto apenas o que se afirma em

 


II e III.


I, II e III.


II e IV.


I e IV.


I, II e IV.

Para Haddad (2006) o regime ditatorial implantou o ensino supletivo, que foi regulamentado pela promulgação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação nº 5.692/1971 que estabeleceu, historicamente, um capítulo dedicado à educação de jovens e adultos. Tratou-se do capítulo IV, que regulamentava a modalidade de ensino supletivo.

 

Dessa forma, sobre o ensino supletivo é correto afirmar que:

 

I. O ensino supletivo teve um estatuto próprio, mas não deu garantia de sua unidade com o ensino regular.

II. O princípio da flexibilidade, premissa do ensino supletivo, fez com que se instaurasse na EJA índices elevados de evasão.

III. A lei reconheceu que a EJA era um direito de todas e todos.

 

 

São corretas as afirmativas:

 


I e II.


I e III.


I, II e III.


III apenas.


II apenas.

O professor Lucas planejou a sua aula a partir do que sabiam seus alunos. Como ele podemos planejar melhor nossas aulas quando conhecemos o que já sabem os alunos em relação ao que será ensinado.

Uma boa forma de iniciar um novo conteúdo é diagnosticando o que já é conhecido sobre ele.

 

Tendo como referência esta prática, é correto afirmar:

 

I. O objetivo das atividades nas quais os alunos e alunas falam sobre o que já sabem em relação ao que será ensinado tem a finalidade de ajudar o (a) professor (a) a planejar as situações de aprendizagem que seguirão.

 

II. Os conhecimentos que os alunos trazem são, muitas vezes, incompletos e cheios de equívocos mas precisamos nos lembrar que nenhum conhecimento é completo e definitivo.

 

III. Na sala de aula, o (a) professor (a) sempre ganha quando consegue estabelecer relações entre os novos conhecimentos e os que os alunos já sabiam.

 

São corretas as afirmativas:


I, II e III.


I e II apenas.


II apenas.


III apenas.


I e III apenas.

A professora Fabiana planejou o seu trabalho a partir do que sabiam seus alunos. Como ela podemos planejar melhor nossas aulas quando conhecemos o que já sabem os alunos em relação ao que será ensinado.

Uma boa forma de iniciar um novo conteúdo é sondando o que já é conhecido sobre ele.

 

Tendo como referência esta prática, é correto afirmar:

 

I. Na sala de aula, o (a) professor (a) sempre ganha quando consegue estabelecer relações entre os novos conhecimentos e os que os alunos já sabiam, ou seja, aos seus conhecimentos prévios.

 

II. O objetivo das atividades nas quais os alunos falam sobre o que já sabem em relação ao que será ensinado tem a finalidade de subsidiar o (a) professor (a) a planejar as situações de aprendizagem que seguirão.

 

III. Os conhecimentos que os alunos trazem são, muitas vezes, incompletos e cheios de equívocos mas precisamos nos lembrar que nenhum conhecimento é completo e definitivo

 

São corretas as afirmativas:


I e II apenas.


II apenas.


I e III apenas.


I, II e III.


III apenas.

Páginas: 123