METODOLOGIA DA LÍNGUA PORTUGUESA


Sobre a coesão textual, estão corretas as seguintes proposições:

 

I)            Coesão são ligações, relações, os nexos que se estabelecem entre os elementos que estão presentes na superfície textual.

II)          Segundo Ferreira (2012)  as formas de coesão podem ser:  coesão referencial e  coesão sequencial.

III)        Podemos evitar erros que podem prejudicar a sintaxe e a construção de sentido de um texto utilizando adequadamente os conectivos e os mecanismos de coesão.

IV)         A repetição de palavras é um mecanismo de coesão importante para a compreensão de um texto. 

V)           Para que um texto seja entendido, seus componentes de superfície textual, que são as palavras e frases que compõe o texto, devem estar conectados entre si.

 


I, III e V apenas.


II, IV e V apenas


I e III apenas.


I, II, III e V apenas.


II e IV apenas.

Leia o fragmento abaixo:

 

Ensinar a língua materna para os alunos não é ensinar o que já sabem, mas mostrar que as linguagens utilizadas por eles em seu cotidiano requerem algumas adaptações a diferentes situações comunicativas.

Das alternativas a seguir, em qual delas nota-se que a linguagem NÃO está adequada à situação de comunicação?


“E ai, cara? Tipo assim, eu preciso resolver essa parada. Vê se me descola a grana, porque hoje a noite vou sair com aquela  mina da minha turma. (Leo, 15 anos)


“ Então, o senhor precisa se alimentar bem, comer muitas frutas e verduras. Carnes, só as brancas. Evite frituras!” ( Doutor Marcos, 38 anos)

 


“Dia, cumpadi! Cê tá animado pra lida de hoje? É muinta muda pra pranta, né memo? Mais se Deus quisê, nóis vai dá conta do recado, sô!” (Bastião, agricultor do interior, 53 anos)


“Prezado pai, no meu aniversário solicito que o senhor me presenteie com um celular androide. Como o custo desse aparelho não é acessível sugiro que o compre no cartão de crédito em suaves prestações. Saudações do seu primogênito!” ( Carlos, 9 anos)


“Eu não poderia deixar de dizer que é imprescindível a valorização dos educadores com o plano de carreira, o que acarretará benefícios a todos, principalmente ao alunado, pois haverá maior interesse dos professores para fazerem cursos de especialização e formação continuada. ( Nélson, Professor de Graduação, 35 anos) 

Para Ferreira (2012, p.41), durante o tempo em que as crianças estão na escola, os conteúdos são sempre os mesmos: “Classificação de palavras e sua flexão, análise sintática do período simples e composto a que se acrescenta ainda noções de processos de formação de palavras e regras de regência e concordância, bem como as regras de acentuação e pontuação.”

Nesse fragmento, a autora deixa claro que a escola demonstra uma forte tendência em trabalhar a gramática normativa deixando de lado as gramáticas reflexivas, teórica e de uso.

Leia o texto abaixo levando em conta o que se diz no fragmento acima.

 

Fada feiticeira

 

 Geralda

 É uma fada cozinheira

Que quando entra na cozinha

 Até parece feiticeira.

É que seus molhos são pecados

 As suas massas são feitiços

 As suas carnes são caprichos

 Quitutes da mãe brasileira.

Seus doces

 Seus bons-bocados, seus quindins

 Suas pamonhas, seus bombons Suas paçocas, seus pudins.

 Quando ela faz a sobremesa

 É sempre o prato mais gostoso

 Vem um perfume saboroso

 Que todo mundo vai querer

 Pegar

           Sentir

                        Mexer

                                        Cheirar

                                                        Provar

                                                                     Lamber

                                                                                  Morder

                                                                                                        Comer

  Ricardo Azevedo. A casa do meu avô. São Paulo: Ática, 2003

 

Assinale as alternativas que apresentam uma metodologia com ênfase na gramática reflexiva para o trabalho com o texto de Ricardo Azevedo.

 

I) O professor poderá apresentar aos alunos classes de palavras de forma significativa, como por exemplo, os verbos no final do poema que indicam uma sequencia lógica do que as pessoas têm vontade de fazer com as sobremesas de Geralda e sugerir aos alunos que escrevam outra sequência de verbos que indique a reação das pessoas caso não gostassem da sobremesa.

 

 

II) O professor poderá mostrar aos alunos que as diferentes posições que os verbos ocupam nas linhas finais do poema produzem um efeito de sentido. Poderá levar os alunos a refletir sobre a utilização desses efeitos questionando: Porque o autor utilizou esse recurso? Com ele ampliou-se a noção de movimento no poema?

 

III) O professor poderá solicitar aos alunos que copiem o poema, em seguida pedir que façam exercícios em que terão de classificar palavras destacadas na frase de acordo com sua classe gramatical e finalmente procurar no dicionário o significado de algumas palavras desconhecidas.

 

IV) O professor poderá pedir aos alunos que façam a leitura do poema em voz alta, em seguida fazer um ditado para verificar como anda a ortografia dos alunos. Após a correção do ditado a professora os entrega aos alunos e premia aqueles que acertarem todas as palavras.

 

São verdadeiras as afirmativas:


II e IV apenas


I e II apenas


III, e IV apenas


I, II e III apenas


I, III e IV apenas

As atividades de gramática normativa, descontextualizadas e desconexas, não favorecem a aprendizagem do aluno em relação à Língua Materna. Aprender gramática é refletir sobre o que está sendo trabalhado de maneira significativa. A respeito do ensino da gramática na sala de aula, marque V para as afirmativas verdadeiras e F para as afirmativas falsas.

(  ) O melhor recurso para aprender gramática é fazer diversas cópias do que está sendo ensinado.

(  ) Na sala de aula, o professor que trabalha com a Língua Portuguesa, deve aplicar exercícios de gramática de maneira contextualizada e ainda utilizar diferentes linguagens para que o aluno se aproprie do conhecimento.

(  ) O ensino da Língua Portuguesa deve ser prazeroso e produtivo. Deve estimular o aluno ao gosto pela leitura, a exercitar a autoria por meio de diferentes textos, além de desenvolver o senso crítico.

(  ) Todo usuário da Língua possui competência gramatical, ou seja, competência linguística, por isso, deve-se aplicar atividades em sala  de aula que  levem o aluno  a refletir e  a conhecer a gramática normativa de maneira contextualizada.

Marque a alternativa que contém a sequência correta.


F,V,F,V


V,F,F,F


F, V,V,V


F,F,V,V


V,V,F,V

A linguagem é um instrumento de interação entre as pessoas, por meio da qual os interlocutores constituem-se como sujeitos ativos de um processo em que os participantes realizam trocas verbais, constroem sentidos e influenciam-se. 

Em relação ao trabalho do professor com a linguagem oral, baseando-se em seus estudos, marque a alternativa CORRETA.


Para que o aluno aprenda a falar corretamente e a ler com fluência, o professor deve propor sempre atividades de leituras orais individuais em sala de aula.

        


É necessário ao professor mesclar atividades e situações de fala, com respostas de ações de fala formais, informais, contextualizadas em projetos de estudo, quer da área de Língua Portuguesa, quer das demais áreas do conhecimento.

        


Ao saber que a fala interfere na escrita, o professor deve se preocupar sempre em corrigir a fala dos alunos, procurando sanar tais problemas.

        


O professor que realiza um bom trabalho não mescla atividades e situações de fala com propostas de ações de fala formais e informais, pois essa prática pode confundir o aluno, não sendo objetiva, nem funcional.


O professor deve levar seu aluno a perceber, em relação às variedades linguísticas, que existe uma fala considerada correta e uma popular, considerada incorreta.

        

Assinale a alternativa que apresenta, respectivamente, as principais características e função social dos gêneros mencionados abaixo:

1. Pequena narrativa que conta com a presença de animais como personagens protagonistas. Esse gênero apresenta um caráter moralizante, pois utiliza-se de determinados valores considerados socialmente aceitos.

2. Texto que apresenta característica informativa, pois pode informar sobre eventos, produtos, etc. Pode também apresentar caráter persuasivo, pois pode despertar sentidos ou desejos sobre um determinado produto.

3. Texto que estabelece uma relação entre o emissor e o receptor por meio da linguagem escrita. Muitas vezes os envolvidos nesse processo comunicativo encontram-se distantes geograficamente.


Fábula, anúncio publicitário, textos epistolares.


Textos epistolares, fábula, anúncio publicitário.


Fábula, textos epistolares, notícia de jornal.


Crônica, fábula, anúncio publicitário.


Textos epistolares, anúncio publicitário, fábula.

Segundo Ferreira (2012), a leitura é essencial ao desenvolvimento humano, pois através dela nos constituímos  sujeitos e construimos visões de mundo. Por isso é necessário que os professores planejem as aulas de leitura, levando em conta três aspectos da leitura. A partir destes aspectos, o professor determinará os objetivos e o enfoque de suas aulas.

Observe os três aspectos mencionados acima e relacione-os a sua descrição.

1. Ensinar a ler para ler

2. Ler para aprender

3. Ensinar a ler

          (   ) Para que isso realmente ocorra, as atividades de leitura devem ser distintas, dirigidas por um objetivo e mediadas pelo professor.

          (   ) Para compreender um texto, é importante conhecer e saber utilizar o código em que foi escrito para a leitura realmente produzir significados para o aluno.

           (   ) Em todos os níveis de escolaridade deve haver tempo e espaço para ler por ler, ler par si mesmo, sem outra finalidade a não ser o prazer de ler.

A sequência correta está contida em:


1,  3,  2


2,  1,  3


2,  3,  1


3, 2, 1


 Leia os textos abaixo:

Texto 1

 charge_UNIUBE.PNG

Texto 2

Historicamente, a educação brasileira passou por diversas mudanças. Uma dessas mudanças foi a aprovação da Nova Lei de Diretrizes e Bases no ano de 1971. Segundo Ferreira, nesse período o ensino da língua passa a ser visto como instrumento de comunicação e expressão da cultura brasileira e torna-se menos normativo. Assim, “As atividades de interpretação de textos eram feitas por meio de perguntas elaboradas nos livros didáticos, com respostas obvias, ou seja, não existia reflexão por parte dos alunos leitores.” (FERREIRA, 2012, p.6)

 

Os dois textos nos permitem criar uma imagem da realidade das aulas. Assinale a opção que melhor descreve as aulas de língua portuguesa nesse período:


Como o foco das aulas era a comunicação e expressão, a gramática normativa tinha um papel fundamental e era ensinada de forma contextualizada.


O foco de leitura eram os textos literários, pois nesse período o Brasil já contava com autores consagrados na literatura infantil como Monteiro Lobato.


Nesse período era valorizada a interpretação de textos e a participação efetiva do aluno refletindo sobre o que lia.


Como o foco das aulas era a comunicação e expressão, a preocupação era trabalhar os elementos da comunicação e as funções da linguagem. Assim, o ensino da gramática era considerado antiquado.

 


O ensino da língua portuguesa se tornou mais rigoroso em relação aos padrões da norma culta da língua portuguesa.

Uma professora de quinto ano propõe uma atividade em que as crianças deveriam escrever um bilhete para um funcionário da escola. Enquanto os alunos realizavam a atividade, a professora percorre todas as mesas, observa a produção dos alunos, lê em voz alta ou silenciosamente alguns bilhetes, comenta as adequações e inadequações na escrita, pontuação, concordância e leva as crianças a refletirem a partir dos próprios erros. De acordo com a situação descrita é correto afirmar que:


A produção de texto foi feita de forma desarticulada da gramática da língua materna, pois o exercício deu prioridade ao aspecto descritivo da língua.


Na atividade citada os alunos tiveram de decorar regras/normas gramaticais para fazer as adequações propostas pela professora, sem necessariamente refletir sobre o funcionamento da língua.


A atividade teve o objetivo de medir erros e acertos gramaticais dos alunos nas produções textuais por meio da observação.


 A professora apresenta um método de correção prescritiva, aquele em que o aluno substitui seu padrão linguístico considerado errado.


A mediação da professora permitiu que os alunos refletissem sobre a produção textual, verificando hipóteses sobre o funcionamento da língua e reelaborando suas ideias.

 

Observe a charge criada pela equipe de produção da Universidade de Uberaba:

 

O gênero textual charge é bastante explorado com as crianças e tem como características:

 1. Interação entre a linguagem escrita (verbal) e a linguagem visual (não verbal). Nos quadros encontramos cenas de personagens com suas falas, ações e pensamentos.

 2. Tem como objetivo tornar seus leitores competentes, capazes de utilizar o pensamento crítico nas experiências do dia a dia e modificar a realidade em que estão inseridos.

 3. Não induz ao pensamento crítico e não possibilita que o leitor faça qualquer análise social ou política sobre os fatos apresentados.

 4. Predominância da linguagem figurada, ou seja, utiliza-se de metáforas e termos literários como as rimas, comuns em poesias.

 5. Linguagem objetiva e clara, sem utilização de onomatopeias ou sinais variados que possam levar o aluno a fazer inferências.

 

São características do gênero textual charge:


Apenas 1 e 2 estão corretas.


Apenas 3 e 4 estão corretas.


Apenas 1 e 5 estão corretas.


Apenas 3 e 5 estão corretas.


Apenas 1 e 4 estão corretas.

Páginas: 123