ESTRUTURAS METÁLICAS E DE MADEIRA


Determine, de acordo com a ABNT NBR 8800:2008, o esforço normal de compressão resistente de cálculo (Nd,res) para a coluna soldada (CS) indicada na figura abaixo, cujo comprimento (L) é de 6 m. A coluna é simplesmente apoiada em relação aos dois eixos de análise.

Aço A-36 (MR250) – Propriedades: fy = 25 kN/cm2; fu = 40 kN/cm2; E = 20000 kN/cm2.

Perfil CS 650x345 kg/m – Propriedades:

d = 650 mm

h = 600 mm

tw = 19,0 mm

tf = 25,0 mm

bf = 650 mm

ColunaAço

Em caso de resposta decimal, arredondar o número conforme o inteiro mais próximo.


Nd,res = 7645 kN
Nd,res = 9268 kN
Nd,res = 12395 kN
Nd,res = 6235 kN
Nd,res = 10455 kN

Determinar o esforço normal resistente de compressão para a coluna soldada (CS) mostrada abaixo, de acordo com a ABNT NBR 8800:2008. As restrições nos dois eixos de análise também são indicadas: a coluna é engastada e livre no eixo X-X, e simplesmente apoiada no eixo Y-Y. Considerar aço MR250 (A36), e o comprimento da peça L = 3000 mm.

Perfil CS 300x95 kg/m: 

d = 300 mm

h = 268 mm

tw = 9,5 mm

tf = 16 mm

bf = 300 mm

column


Nd,res = 2093 kN.
Nd,res = 2334 kN.
Nd,res = 2226 kN.
Nd,res = 2165 kN.
Nd,res = 2440 kN.

As ligações em estruturas de aço são classificadas como rígidas, semirrígidas ou flexíveis, conforme o grau de impedimento da rotação relativa dos componentes estruturais conectados. Dessa forma, analise as descrições indicadas abaixo, associando-as com as classificações mencionadas:

I. Nessa ligação, a rotação relativa entre os componentes estruturais conectados varia consideravelmente. Há transmissão de força cortante e força axial, mas o momento fletor transmitido é muito pequeno e pode ser considerado nulo.

II. Nesse tipo de ligação, considera-se que há transmissão integral de momento fletor, força cortante e força axial entre os componentes estruturais conectados.

III. Essa ligação apresenta um comportamento intermediário em relação às duas ligações indicadas acima. É menos empregada na prática, devido à complexidade envolvida na relação de dependência entre a rotação relativa e o momento transmitido.

De acordo com a análise efetuada, assinale a alternativa que apresenta as classificações corretas conforme as descrições indicadas.


I. Ligações flexíveis; II. Ligações rígidas; III. Ligações semirrígidas.
I. Ligações rígidas; II. Ligações flexíveis; III. Ligações semirrígidas.
I. Ligações rígidas; II. Ligações semirrígidas; III. Ligações flexíveis.
I. Ligações flexíveis; II. Ligações semirrígidas; III. Ligações rígidas.
I. Ligações semirrígidas; II. Ligações flexíveis; III. Ligações rígidas.

Em projeto de componentes que envolvem soldagem, o detalhamento na representação das soldas é muito importante para que haja precisão e organização durante as etapas de montagem e execução das estruturas. Na figura abaixo é apresentado um exemplo de representação de solda no projeto de um perfil T, e também uma tabela contendo os principais símbolos empregados na indicação de soldas em projetos. 

Simbolo

Fonte (adaptado): FAKURY, Ricardo H.; SILVA, Ana L. R. C.; CALDAS, Rodrigo B. Dimensionamento básico de elementos estruturais de aço e mistos de aço e concreto. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2016.

Sobre a representação de solda indicada na figura acima, e com base nos símbolos verificados na tabela, analise as seguintes afirmativas:

I. O chanfro é realizado em forma de “V”.

II. O tipo de solda empregada é de filete em ambos os lados (no lado da seta e no lado oposto).

III. A solda será executada em campo.

IV. O acabamento da solda é convexo.

Conforme análise, é possível concluir que estão corretas as afirmativas


II e IV.
I e II.
II e III.
I, II, III e IV.
I, III e IV.

Duas chapas 22 mm × 500 mm são emendadas por meio de talas com 2 × 8 parafusos de diâmetro ϕ 22 mm (7/8"). Para essas chapas, determinar o valor mínimo para o esforço resistente de tração, em kN, admitindo-se aço MR250 (ASTM A36).

Chapa


2622,38 kN.
2384,57 kN.
2500,00 kN.
2469,36 kN.
2594,37 kN.

Duas chapas 22 mm × 400 mm são emendadas por meio de talas com 2 × 8 parafusos de diâmetro ϕ 22 mm (7/8"). Para essas chapas, determinar o valor mínimo para o esforço resistente de tração, em kN, admitindo-se aço MR250 (ASTM A36).Plate


1942,52 kN.
2333,27 kN.
2000,00 kN.
2136,54 kN.
2243,67 kN.

Realizar as possíveis combinações últimas normais (Estado Limite Último) para uma barra de treliça constituída por perfil de aço, sujeita a uma força axial de tração. Tal força é originada a partir das seguintes ações:

Peso próprio da estrutura de aço:           G1 = 25 kN

Carga acidental (de uso e ocupação):      Q1 = 20 kN

Ação do vento de sobrepressão:              Qv1 = 15 kN

Ação do vento de sucção:                      Qv2 = -9 kN

Considerar que na construção não há predominância de pesos ou equipamentos que permanecem fixos por longos períodos de tempo, nem de elevadas concentrações de pessoas.

A partir das combinações determinadas, qual valor obtido para o esforço normal de tração será utilizado nas verificações de segurança quanto ao Estado Limite Último (ELU)?


73,9 kN
56,3 kN
60,9 kN
68,4 kN
77,6 kN

Efetuar as possíveis combinações últimas normais (Estado Limite Último) para uma barra de treliça constituída por perfil de aço, sujeita a uma força axial de tração. Tal força é originada a partir das seguintes ações:

Peso próprio da estrutura de aço:           G1 = 20 kN

Carga acidental (de uso e ocupação):      Q1 = 25 kN

Ação do vento de sobrepressão:              Qv1 = 18 kN

Ação do vento de sucção:                      Qv2 = -12 kN

Considerar que na construção não há predominância de pesos ou equipamentos que permanecem fixos por longos períodos de tempo, nem de elevadas concentrações de pessoas.

A partir das combinações determinadas, qual valor obtido para o esforço normal de tração será utilizado nas verificações de segurança quanto ao Estado Limite Último (ELU)?


73,9 kN
56,3 kN
60,9 kN
77,6 kN
68,4 kN

Uma barra comprimida de madeira, empregada em uma treliça, possui comprimento (L) de 120 cm e seção transversal retangular com dimensões 12×24 (cm). Determinar sua capacidade resistente quanto ao esforço normal de compressão (Nd,res). No modelo de análise estrutural foi admitido que as extremidades da barra são biarticuladas segundo os dois planos de análise. Adotar madeira serrada de 2ª categoria, classe de resistência C20 e classe 4 de umidade.


Nd,res = 128,00 kN.
Nd,res = 276,48 kN.
Nd,res = 230,40 kN.
Nd,res = 184,32 kN.
Nd,res = 345,60 kN.

Sabendo que uma viga biapoiada de madeira dicotiledônea possui vão de 3,5 m, qual é o valor limite para o deslocamento segundo a ABNT NBR 7190:1997, em centímetros, nesse caso?


3,50 cm.
2,00 cm.
1,00 cm.
1,50 cm.
1,75 cm.
Páginas: 12