ESTRUTURAS ESPECIAIS


Calcular os momentos totais na direção y  (no engaste) para a laje de uma ponte com o seguinte perfil esquemático, utilizando os carregamentos do TT- 45

                                               Direção do tráfego

                                                      

                         

Dados:

se nescessário faça a interpolação dos valores da tabela

Espessura da laje : 20 cm, Espessura média do pavimento : 13 cm, fck: 40 MPa, fyk: 50 KN/cm², γconcreto: 25 KN/m³, γpavimento: 22 KN/m³, CIV: 1,31


15,280 tf.m/m


13,969 tf.m/m


9,279 tf.m/m


18,806 tf.m/m


12,975 tf.m/m

A determinação dos momentos em uma laje pelas tabelas de Rüsh ocorre mediante as vinculações de uma determinada Laje, as dimensões de cada vão, lx e ly, a altura da laje e os valores dos carregamentos distribuídos e das dimensões do trem-tipo. Para determinação dos momentos nas lajes com as tabelas de Rüsh, considere os dados a seguir para determinar os valores de momentos referente apenas o trem tipo nas duas direções.

lx = 8,2 m; ly = 3,0 m; q = q' =  8 kN/m²; h = 25 cm (altura da laje); P = 75kN; a = 2,0 m; Mlx = 0,40; Mpx = 0,58; Mp'x = 0,37; Mly = 0,20; Mpy = 0,10; Mp'y = 0,07; CIV = 1,20.

Determine o valor de Mx e My.


Mx = 45,12 kN.m e My = 19,63 kN.m.


Mx = 36,75 kN.m e My = 16,25 kN.m.


Mx = 25,33 kN.m e My = 12,40 kN.m.


Mx = 52,67 kN.m e My = 23,36 kN.m.


Mx = 30,67 kN.m e My = 15,36 kN.m.

 

Calcule o carregamento uniformemente distribuído aplicado fora do carrinho tipo para a longarina V1, com fator de impacto de 1,35 e um fator de carga de 1,40 provocada pelo trem-tipo TB 45 sobre tabuleiro com as dimensões representadas na figura abaixo:

 


21,95 kN/m².


57,63 kN/m².


51,21 kN/m².


18,95 kN/m².


43,96 kN/m².

Transversinas são vigas que realizam a ligação entre as longarinas, são vigas que passam no sentido transversal abaixo do tabuleiro. Com relação a esse elemento, assinale a alternativa que descreve os benefícios de utilizá-lo.


As transversinas servem para travamento das longarinas, contribuem para aumento de rigidez do conjunto e aliviam as cargas sobre as longarinas, recebendo os carregamentos da laje.


As transversinas têm a função de realizar a contenção de terra na região em que a ponte encontra o solo nas extremidades.


As transversinas têm a função de realizar a transferência de esforços do aparelho de apoio para as fundações.


As transversinas têm a função de levar os esforços do tabuleiro para os aparelhos de apoio, servem para amortecimento da carga dinâmica.


As transversinas têm a função de realizar a redução de esforços no tabuleiro, uma vez que reduzem o valor dos carregamentos do trem-tipo. Uma ponte que tem transversina é dimensionada com um trem-tipo de cargas menores que uma ponte sem transversina.

Calcule o carregamento uniformemente distribuído aplicado dentro do carrinho tipo para a longarina V1, com fator de impacto de 1,35 e um fator de carga de 1,40 provocada pelo trem-tipo TB 45 sobre tabuleiro com as dimensões representada na figura abaixo:

 


10,03 kN/m2.


7,30 kN/m2.


19,34 kN/m2.


3,86 kN/m2.


13,54 kN/m2.

Com relação aos itens que compõem a superestrutura, pilares, encontros e aparelhos de apoio, assinale a definição adequada dos encontros e sua necessidade para a estrutura.

Os encontros têm a função de realizar a distribuição dos carregamentos da superestrutura para a mesoestrutura sem que ocorram impactos.
Os encontros têm a função de realizar a ligação entre pilares da mesoestrutura, garantindo, assim, o acesso à continuidade da via.
Os encontros têm a função de receber a reação das bordas da superestrutura e servem como muro de arrimo para contenção de terra nessa região.
Os encontros servem apenas para garantir uma estética agradável para as obras de arte, isto é, pontes, viadutos, galerias e túneis.
Os encontros têm a função de transferir os esforços da superestrutura para o solo, apenas.

 A linha de influência é a representação gráfica dos esforços causados a uma determinada seção pelas cargas conforme percorrem a estrutura. Determine o valor X, para Linha de influência de Momentos, em uma viga bi-apoiada, na seção central da peça, com comprimento igual a 13 m.


X = 4,25


X = 2,25


X = 3,25


X = 1,25


X = 5,25

Coeficiente de impacto é o fator de majoração utilizado para trazer ao modelo de cálculo a velocidade em que as obras de arte sofrem carga e descarga devido à passagem de veículos. De acordo com esse conceito, calcule o coeficiente de impacto vertical para a estrutura listada. para estruturas com vão entre 10,0 m e 200 m.

 


1,201.


1,333.


1,313.


1,192.


1,283.

A determinação dos momentos em uma laje pelas tabelas de Rüsh ocorre mediante as vinculações de uma determinada Laje, as dimensões de cada vão, lx e ly, a altura da laje e os valores dos carregamentos distribuídos. Considere:

lx = 14,0 m

g = 6 kN/m²

kx = 0,048

ky = 0,032

Determine o valor de Mx e My.


Mx = 25,67 kN.m e My = 14,36 kN.m.


Mx = 45,4 kN.m e My = 34,64 kN.m.


Mx = 42,33 kN.m e My = 32,67 kN.m.


Mx = 39,24 kN.m e My = 33,33 kN.m.


Mx = 56,45 kN.m e My = 37,63 kN.m.

A determinação dos momentos em uma laje pelas tabelas de Rüsh ocorre mediante as vinculações de uma determinada Laje, as dimensões de cada vão, lx e ly, a altura da laje e os valores dos carregamentos distribuídos e das dimensões do trem-tipo. Para determinação dos momentos nas lajes com as tabelas de Rüsh, considere os dados a seguir para determinar os valores de momentos referente ao trem tipo nas duas direções.

lx = 12,3 m; ly = 4,5 m; q = q' = 6 kN/m²; h = 25 cm (altura da laje); P = 75kN; a = 2,0 m; Mlx = 0,40; Mpx = 0,58; Mp'x = 0,30 Mly = 0,20; Mpy = 0,10; Mpy = 0,08;  CIV = 1,20.

Determine o valor de Mx e My.


Mx = 26,67 kN.m e My = 13,80 kN.m.


Mx = 42,34 kN.m e My = 19,30 kN.m.


Mx = 34,33 kN.m e My = 16,86 kN.m.


Mx = 55,72 kN.m e My = 25,33 kN.m.


Mx = 48,67 kN.m e My = 27,86 kN.m.

Páginas: 1234567