CIRCUITOS ELÉTRICOS II


Um transformador de 500 kVA está operando a plena carga, com um fator de potência fp igual a 0,6, atrasado. Foram instalados capacitores junto à rede de 2,4 kV, eficazes, 60 Hz, e o fator de potência foi levado para 0,9, atrasado. Pode-se afirmar que: 


Após a instalação dos capacitores o transformador passa a operar com 66,7% de sua plena carga.
O transformador tem um limite máximo de fator de potência que não pode ser ultrapassado, sendo esse valor igual a 0,92, atrasado.
Após a correção, podem ser ligados 100 kW ao transformador, para que volte a funcionar a plena carga.
A relação entre os módulos das correntes, antes e após a correção, é maior que 1,5.
Foram necessários ser instalados, aproximadamente, 100 µF de capacitância para a realização da correção.

A figura mostra uma fonte de tensão de E volts, eficazes, com defasamento θ° desconhecido, alimentando uma carga através de uma linha que possui impedância ZL = 1 + j8 Ω. A carga absorve da fonte 250 VA, com fator de potência 0,6, atrasado. Após equacionar o circuito, é correto afirmar que:

 


O módulo da tensão E, no início da linha, é menor que 240 V.
O fator de potência do conjunto é maior que 0,6.
O módulo da corrente que circula pelo circuito é menor que 1,0 A.
O ângulo de defasamento θ°, da fonte de tensão, é menor que 1°.
O módulo da potência aparente absorvida pela linha é maior que 10 VA.

Dois sinais, um de corrente e outro de tensão, são descritos pelas expressões abaixo. É correto afirmar:

i(t) = 20 sen(100πt – 40°) A  e 

v(t) = -160 sen(100πt – 120°) V


Para que o sinal de tensão seja escrito como uma senoide, com defasamento nulo, ele precisa ser deslodado de 60° para a esquerda.
O fasor resultante da divisão da tensão pela corrente é dado por - 8 /80°.
Se a frequência do sinal de tensão for duplicada, seu valor máximo ficará mais distante do eixo de referência.
Que a distância do primeiro zero no eixo negativo do sinal da corrente até o primeiro zero, no eixo positivo do sinal da tensão, é igual a 260°.
O produto dos fasores dos sinais, escritos com seus valores eficazes, é igual a 1600 /100°.

A potência total medida em um sistema trifásico que alimenta uma carga ligada em estrela equilibrada é igual a 12 kW, com fator de potência 0,6, adiantado. Sabendo que a tensão de linha é igual a 208 V, pode afirmar, para o sistema, que:


A potência reativa, em cada fase do sistema, é menor que 5 kVAr.
O valor da resistência da carga é maior que 1,0 Ω.
O módulo da potência aparente, monofásica, é menor que 6 kVA.
Se a carga fosse convertida para triângulo o valor, em módulo, da impedância seria maior que 6,5 Ω.
O valor, em módulo, da corrente de linha que circula pelo sistema é menor que 50 A.

Um circuito série é formado por uma resistência R = 25 Ω, uma indutância L = 25 mH e uma capacitância C = 50 µF. O conjunto é submetido a uma tensão v(t) = 50 cos(ωt + 30°) V. Considerando que a frequência da tensão pode ser 60 Hz ou 400 Hz, pode-se afirmar:


A relação entre a tensão sobre o indutor na frequência de 60 Hz e a tensão sobre o indutor, na frequência de 400 Hz, é maior que 0,2.
A relação entre a potência dissipada, pelo resistor, na frequência de 60 Hz e a potência dissipada na frequência de 400 Hz é maior que 1,2.
Na frequência de 60 Hz o circuito possui características indutivas e, na frequência de 400 Hz, características capacitivas.
O valor da tensão sobre o capacitor é menor na frequência de 60 Hz que na frequência de 400 Hz.
A corrente fasorial do circuito na frequência de 60 Hz está posicionada no quarto quadrante e, na frequência de 400 Hz, no segundo quadrante.

Calcule o valor de E e IL.

Assinale a alternativa que corresponde a reposta.


E=120,2 V<43,764°       IL=10,65 A<-66,58°
E=61,538 V<-36,22°       IL=15,385 A<55,67°
E=61,538 V<50,194°       IL=15,385 A<-39,81°
E=12,2 V<-43,764°       IL=10,65 A<66,58°
E=50,8 V<0°                 IL=5,8 A<30°

Três cargas são associadas em paralelo e conectadas a uma fonte, cujo valor da tensão é 120 /0° V, eficaz. A carga 1 absorve 60 kVAr com fator de potência 0,85 atrasado, a carga 2 absorve 90 kW e 50 kVAr adiantados e a carga 3 absorve 100 kW com fator de potência unitário. Considerando que as cargas 1 e 2 são formadas por dois elementos, ligados em série, para o conjunto formado é correto afirmar:


Um dos elementos que compõe a carga 1 é uma reatância indutiva de valor maior que 65 mΩ.
A corrente que circula pela carga 2 encontra-se atrasada da tensão da fonte de um ângulo igual a 29,05°.
Considerando que o fator de potência mínimo para a instalação é 0,92, atrasado, deve-se fazer a correção do fator de potência.
A impedância equivalente do sistema tem valor, em módulo, igual a 100 mΩ.
O módulo da corrente eficaz fornecida pela fonte é maior que 2,5 kA.

Um número complexo é determinado através da equação abaixo. O resultado da operação pode ser representado por:

 

C = {10 /-30  + (3 –j4)} ÷ {(2 + j4).(3 – j5)}*.

 

 


-14 + j22
6,91 /12,81°
-0,531 + j0,192
0,565 /-33,23°
7,22 /-34,8°

Dois sistemas trifásicos equilibrados, X e Y, são interligados através de uma linha cuja impedância é igual a ZL = 1 + j2 Ω, por fase, como mostrado. As tensões de linha tem valor igual a Vab = 12 /0°  kV  e VAB = 12 /5°  kV. Considerando que a sequência de fases do sistema é positiva, é correto afirmar que:

 


O sistema X é a carga e o sistema Y é a fonte.
A potência média total dissipada pelo sistema X é maior 5 MW.
A potência média dissipada pelo sistema Y, por fase, é maior que 2 MW.
O valor, em módulo, da corrente que circula pela linha é menor que 260 A.
O módulo da queda de tensão na linha é igual a menor que 500 V.

No circuito mostrado, sabe-se que a tensão aplicada é dada por e(t) = 100  sen(377t + 30°) V. Analisando atentamente e, equacionando-o, pode-se afirmar que:

 

 


A relação entre o módulo da corrente eficaz total e da corrente eficaz no ramo capacitivo é menor que a relação entre o módulo da corrente eficaz total com o módulo da corrente eficaz no ramo indutivo.
A corrente fasorial eficaz resultante tem módulo maior que 2,0 A e defasamento menor que 18°.
A corrente no ramo indutivo está atrasada da corrente total do circuito e, no ramo capacitivo, está adiantada da corrente total.
A relação entre as quedas de potencial nos resistores é dada por V25 / V20 < 2,5  e V25 / V30 > 1. 
A queda de tensão fasorial no capacitor é dada por VC = 16,2 /79,6° V.
Páginas: 12345